FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 05 Jul 2011

Euro-região: Associações empresariais do Minho e da Galiza querem reunião urgente com Ministro da Economia e do Emprego

Os presidentes de algumas das maiores associações empresariais do Minho e da Galiza apelam ao “bom senso” do novo Governo em relação à euro-região constituída […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Os presidentes de algumas das maiores associações empresariais do Minho e da Galiza apelam ao “bom senso” do novo Governo em relação à euro-região constituída pelo Norte de Portugal e pela Galiza. Associação Empresarial de Viana do Castelo, Confederación de Empresarios de Pontevedra e Associação Industrial do Minho consideram que o novo Governo tem de repensar toda a estratégia que foi seguida até agora.

 
Afirmam que depois da introdução de portagens na scut’s, o anúncio da supressão do serviço internacional de comboio até Vigo vai agravar um clima social que está “ensombrado” pela crise nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo. Luís Ceia, líder da AEVC, diz que as “medidas avulsas e mal cuidadas” têm quebrado o “clima de confiança” na euro-região. Os três líderes associativos vão solicitar uma reunião com carácter de urgência ao Ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira, que tutela a pasta dos transportes e comunicações. A ligação ferroviária até Vigo foi implementada há 150 anos por pressão do tecido empresarial junto do poder político e a CP tem vindo a fazer apenas dois serviços entre o Porto e Vigo em horários que foram sempre contestados pelos utentes do Norte de Portugal e da Galiza. Os horários não permitem a articulação do transporte público com os voos no Aeroporto Sá Carneiro, no Porto.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts