FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 13 Ago 2011

Artes: Bienal de Cerveira une-se a congéneres brasileira e cubana para promover arte

A direção da Bienal Internacional de Arte de Cerveira vai assinar, este sábado, um acordo de cooperação com as congéneres de Havana e Curitiba, prevendo […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A direção da Bienal Internacional de Arte de Cerveira vai assinar, este sábado, um acordo de cooperação com as congéneres de Havana e Curitiba, prevendo um “grande encontro” das três, em 2013. A garantia foi avançada por fonte da direção da bienal minhota, a mais antiga destas três, sendo que o acordo de cooperação está inserido na conferência “Bienal Redes-2011”, a realizar em Vila Nova de Cerveira.

 
“O fim último é a promoção da arte, através da troca de experiências entre as três bienais”, explicou a mesma fonte. O primeiro efeito deste acordo de cooperação deverá acontecer em 2013, com as bienais de Havana, capital cubana, e de Cerveira representadas na sétima edição da Bienal de VentoSul (Curitiba). O convite para esta participação partiu do diretor da bienal brasileira, Luíz Ernesto Maia, presente em Vila Nova de Cerveira. A sexta edição da Bienal de VentoSul realiza-se, em 2011, entre 18 de setembro e 20 de novembro, sob o tema “Além da Crise”. Também a assistir à exposição em Cerveira está Margarita Gonzalez, sub-directora da Bienal de Havana, que dará o aval a este encontro. “São três marcas de grande prestígio internacional que vão trabalhar em conjunto a partir de 2013, através deste acordo, em moldes que ainda vamos definir”, explicou a direção da Bienal de Cerveira. A assinatura deste acordo realiza-se este sábado, em Vila Nova de Cerveira. A bienal, na sua 16.ª edição, prolonga-se ainda até 17 de setembro.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts