FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 05 Ago 2011

Desemprego: Galego está há 9 dias em protesto contra a situação da construção naval na Galiza e no Norte de Portugal

Um cidadão galego está há 9 dias em protesto contra a situação da construção naval na Península Ibérica, mais concretamente na Galiza e no Norte […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Um cidadão galego está há 9 dias em protesto contra a situação da construção naval na Península Ibérica, mais concretamente na Galiza e no Norte de Portugal. Manuel Zebral, ex-trabalhador do estaleiro Astano, na Galiza, montou, no dia 28 de Julho, uma tenda de protesto na cidade de Ferrol e pretende lá ficar nos próximos dias.

 
Considera-se “galego-português” e está prestes a fazer 62 anos. Manuel Zebral diz protestar contra a situação da construção naval na euro-região. O galego diz que a pobreza do sector em Portugal e na Espanha “é a riqueza da Coreia do Sul”. O protestante mostra-se ainda solidário com a situação dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo. Manuel Zebral foi um dos afectados pela crise na construção naval. O estaleiro Astano era um dos maiores da Galiza mas hoje está “praticamente encerrado”, “como acontece com o sector português”, vaticina. Em 1984, mais de 3 mil trabalhadores do estaleiro Astano foram despedidos. Manuel Zebral conhece bem os ENVC e mostra-se solidário com a situação dos trabalhadores da empresa de construção naval vianense. Pede ainda aos sindicatos para que se unam numa luta contra a quebra de um sector estratégico como a construção naval.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts