FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 12 Out 2011

Estaleiros: Deputados questionam Ministro da Defesa sobre a situação dos ENVC, deputado Jorge Fão expectante

O ministro da Defesa foi esta quarta-feira ao Parlamento defender uma nova “doutrina de serviço público” para as Forças Armadas. Nas questões colocadas depois pelos […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O ministro da Defesa foi esta quarta-feira ao Parlamento defender uma nova “doutrina de serviço público” para as Forças Armadas. Nas questões colocadas depois pelos deputados, acabou porém por ser a situação nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo a “entusiasmar” o Ministro e os parlamentares.

 
Depois de ter sido questionado sobre este assunto pelo deputado do PS Marcos Perestello, o ministro da Defesa disse estar surpreendido com a pergunta, dizendo que os socialistas deviam ter “pudor” em falar dos estaleiros, dada a situação “altamente complexa” que deixaram quando saíram do Governo em Junho. Aguiar-Branco acusou o anterior Executivo de ter recebido um estudo em Janeiro de 2011 sobre a situação dos estaleiros que só avaliou poucos dias antes das eleições, acabando por decidir o despedimento de 420 trabalhadores e ignorando a questão da viabilidade económico-financeira.
O deputado Jorge Fão, eleito do PS pelo círculo de Viana do Castelo, pediu a palavra para “lembrar” que os estaleiros têm uma história de 20 anos de resultados negativos, que todos os governos são igualmente responsáveis: “Não há muito espaço para nos atacarmos até porque o problema e a dimensão do problema são muito grandes”, afirmou. Jorge Fão acabou porém por dizer ao ministro que acusa o anterior governo de ter demorado quatro meses a avaliar um estudo mas que o próprio Aguiar-Branco anda há três meses para tomar uma decisão em relação aos estaleiros. Aguiar-Branco respondeu que teve de nomear novas administrações e que estão a ser desenvolvidos contactos com potenciais interessados chineses, russos e brasileiros nos estaleiros, reiterando que espera ter uma decisão tomada ainda este mês.
À Geice, Jorge Fão explicou que a audiência não trouxe “nada de novo” sobre a situação dos ENVC e afirmou que a intervenção de Aguiar-Branco ficou marcada por “lugares comuns”. Mostra-se expectante em relação ao futuro da empresa de construção naval vianense.  Considera que a empresa tem de captar novas áreas de negócio e de estabelecer parcerias. Jorge Fão desejou “sucesso e sorte” ao Ministro da Defesa, na tomada de decisão sobre o futuro da empresa pública de Viana do Castelo.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts