FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 25 Nov 2011

Estaleiros: Número de encomendas a ser negociado pode obrigar a aumento do número de trabalhadores dos ENVC

O número de trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo pode não ser suficiente para o número de encomendas que está a ser negociado. […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O número de trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo pode não ser suficiente para o número de encomendas que está a ser negociado. Quem o diz é Martinho Cerqueira, porta-voz dos trabalhadores da empresa vianense, com base nas conversações que o novo administrador, Jorge Camões, tem tido com os diversos interessados.

 
Martinho Cerqueira diz que os trabalhadores estão “apreensivos” por ainda não terem tido notícias por parte do Governo, já que aguardam uma decisão por parte do Ministro da defesa desde o dia 2 de Setembro. No entanto, parecem não existir motivos para preocupação, já que o actual presidente do conselho de administração transmitiu aos trabalhadores que existem “excelentes perspectivas num futuro muito curto”.
Segundo Martinho Cerqueira, o presidente da empresa não deu certezas, mas disse que existem “excelentes negócios” em vias de serem assinados. O representante dos trabalhadores diz que as “nuvens dissiparam-se da empresa” e mostra-se confiante no trabalho do novo administrador. Diz mesmo que, pelo que tem sabido, os 700 trabalhadores actuais podem não ser suficientes para fazer face às encomendas que estão a ser negociadas.
Declarações feitas à margem da concentração da Greve Geral desta quinta-feira. Martinho Cerqueira, trabalhador dos Estaleiros Navais vianenses, mostra-se assim muito confiante em relação ao futuro da empresa de construção naval.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts