FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 02 Set 2014

Cerveira: Autarquia pede resolução urgente para esgotos a céu aberto junto à doca de recreio

É um problema que está a preocupar o executivo de Vila Nova de Cerveira. A autarquia cerveirense exige das Águas de Noroeste uma solução definitiva […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

É um problema que está a preocupar o executivo de Vila Nova de Cerveira. A autarquia cerveirense exige das Águas de Noroeste uma solução definitiva para os frequentes problemas de drenagem de águas residuais para o rio, provocados pela construção de um drop line na Avenida de Tomiño, junto ao depósito de gás que abastece a Piscina Municipal. Fonte da autarquia explica que este impasse já se arrasta há vários anos e tem motivado inúmeras reclamações da população.
Inserida no coletor principal de saneamento que faz a ligação entre a bombagem do Inatel e a ETAR, a obra, da responsabilidade da Águas do Noroeste, consistiu na construção de uma caixa de drenagem de esgotos, tecnicamente designada por drop line, autorizada pelo executivo anterior, com data de adjudicação de agosto de 2013.
Em outubro do ano passado, e após ter tomado posse, o atual executivo cerveirense ordenou a suspensão da empreitada para análise da solução proposta, ficando pendente a construção prevista até junho último, altura em que a empreitada foi executada.
O autarca cerveirense explica esta decisão pelo cenário inadmissível causado pela frequente inundação da Avenida de Tomiño, através de caixas de esgoto sob a gestão das Águas do Noroeste, situação que foi sucessivamente denunciada pela Câmara Municipal ao longo de vários anos e para a qual a empresa não apresentou qualquer solução razoável.
Fernando Nogueira refere ainda que, ao longo do processo, a empresa insistiu e deu garantia de eficácia, assegurando que não haveria drenagem de águas residuais para o rio e de que apenas se tratava de uma opção para proteção do sistema.
“Tratando-se da prestação de um mau serviço na área da salubridade, saúde e atentando ao meio ambiente, a Câmara Municipal, que repudia categoricamente casos desta natureza, exigiu às Águas do Noroeste que seja encontrada uma solução com caráter definitivo para este problema”, afirma o executivo.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts