FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 26 Jan 2015

Melgaço: Foram plantados 2700 sobreiros em área ardida na Serra da Peneda

O Projeto Floresta Comum, em parceria com o Município de Melgaço e a Corticeira Amorim, e com o apoio da Junta de Freguesia de Cousso, […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Projeto Floresta Comum, em parceria com o Município de Melgaço e a Corticeira Amorim, e com o apoio da Junta de Freguesia de Cousso, entre outros, aproveitou o fim-de-semana para plantar 2700 sobreiros na Freguesia de Cousso, na encosta do vale do rio Mouro, Serra da Peneda. Esta ação de plantação de árvores autóctones portuguesas pretendeu criar uma barreira de prevenção de incêndios na Serra da Peneda, às portas do Parque Nacional da Peneda e Gerês. Esta iniciativa do Município de Melgaço foi apoiada pelo Projeto Floresta Comum da Quercus, ICNF, ANMP e UTAD e tem o apoio especial da ESB-UCP. A ação no terreno contou com o trabalho de voluntariado dos colaboradores da Corticeira Amorim. A maioria das plantas utilizadas nesta ação tiverem origem numa candidatura submetida pelo Município de Melgaço à Bolsa Pública de Árvores do Projecto Floresta Comum. A ação “Like us, we’ll plant a cork tree”, realizada nos EUA pelo projeto “100% Cork”, apoiou esta plantação com 500 sobreiros, e a marca “CorkWay” com 200 sobreiros. Este bosque será constituído por 2700 sobreiros, 700 carvalhos, 570 ulmeiros e mais seis outras espécies autóctones, numa área ardida com cerca de 10 hectares, localizada num baldio próximo do lugar de Virtelo da freguesia de Cousso. A plantação de sobreiros, carvalhos e outras espécies autóctones na Serra da Peneda ajudará a criar, no futuro, uma barreira ao avanço de incêndios.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts