FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 22 Jan 2015

Minho IN na FITUR para reforçar o potencial turístico do Minho no mercado externo

O Consórcio Minho IN vai estar presente de 28 de janeiro a 1 de fevereiro de 2015 na Feira Internacional de Turismo (FITUR) em Madrid, […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Consórcio Minho IN vai estar presente de 28 de janeiro a 1 de fevereiro de 2015 na Feira Internacional de Turismo (FITUR) em Madrid, contando para o efeito com um stand próprio, no espaço da Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal. Aproximar o potencial turístico do território do Minho – natural, patrimonial, cultural, gastronómico – aos mercados externos e agentes do sector turístico, é um dos principais objetivos desta presença, permitindo assim incentivar a atração de novos turistas e visitantes, fundamentais para alavancar o desenvolvimento e o crescimento desta região. No espaço Minho serão destacados os principais fatores que identificam e distinguem este território, numa lógica de afirmação desta região como destino turístico de qualidade. Pretende-se, assim, obter escala e dimensão a partir da promoção e divulgação das complementaridades que os vários municípios apresentam e identificar fatores que contribuam para o aumento da competitividade das empresas e da qualificação dos empresários locais. Esta participação, que conta com o apoio do ON.2 – O Novo Norte, vem responder ao definido na Estratégia de Eficiência Coletiva PROVERE Minho IN, que elegeu o turismo como um sector estratégico para o desenvolvimento do território Minho. Foram definidos como prioridades os seguintes produtos: golfe; aldeias, solares e jardins; artes e produtos tradicionais; enoturismo; turismo de natureza; gastronomia e saúde e bem-estar (termas). O Minho IN pretende, assim, com esta presença na FITUR 2015 reforçar o potencial turístico do Minho, e encontrar parceiros especializados na área do turismo, capazes de inserir os produtos estratégicos do Minho nos circuitos comerciais internacionais.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts