FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 30 Jan 2015

Viana: SMSBVC investem 700 mil euros no saneamento de duas freguesias para servir 500 habitantes

Esta sexta-feira, em conferência de imprensa, o responsável pelos Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo (SMSBVC) anunciou que os Serviços vão usar […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Esta sexta-feira, em conferência de imprensa, o responsável pelos Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo (SMSBVC) anunciou que os Serviços vão usar fundos próprios para investir 700 mil euros no alargamento das redes de água e saneamento de duas freguesias do concelho. Vítor Lemos, responsável dos SMSBVC, explicou que, a partir deste mês de fevereiro, vão começar as obras de alargamento das redes de água e saneamento em Vila de Punhe e Castelo de Neiva. O investimento avultado será feito “exclusivamente” com verbas dos Serviços Municipalizados e vai permitir melhorar as condições de vida de cerca de 500 pessoas.
Nesta sexta-feira procedeu-se aos autos de consignação das empreitadas, que foi assinado entre os Serviços Municipalizados e a empresa que venceu os dois concursos públicos. Vítor Lemos explicou que estas obras vão permitir dar um “salto na taxa de cobertura de saneamento” do concelho, para que Viana chegue aos 78% de cobertura. Nos últimos 5 anos, explicou, foram investidos 6 milhões de euros em alargamento do saneamento. Considera o presidente do Conselho de Administração dos Serviços que esta é já uma taxa de cobertura “muito interessante”. Até 2017, Vítor Lemos espera chegar aos 85% de cobertura de saneamento. Para que tal seja possível, explica, os SMSBVC estão dependentes dos fundos comunitários para poderem investir cerca de 8 milhões de euros em saneamento, tendo em conta que os projetos já estão preparados.
No que toca a Vila de Punhe, a obra que vai ser iniciada em fevereiro inclui o Lugar da Chasqueira – 1ª Fase e terá um valor de quase 370 mil euros. No âmbito desta empreitada, está prevista a execução de 577 metros de rede de abastecimento de água e quase 3000 metros de rede de águas residuais, para servir mais 280 habitantes. António Costa, autarca de Vila de Punhe, destacou a área “extensa” que esta obra vai cobrir.
Em Castelo do Neiva, a obra vai beneficiar o lugar de Moldes e custará mais de 312 mil euros, prevendo a execução de 355 metros de rede de abastecimento de água e 2405 metros de rede de águas residuais, assim como a implantação de uma estação elevatória de águas residuais. Este investimento servirá mais 224 habitantes da freguesia, concluindo as ligações já executadas na bacia de drenagem de Moldes. Paulo Torres, presidente da Junta de Freguesia de Castelo do Neiva, reconhece que a taxa de cobertura de saneamento na freguesia “é baixa” e assume que “ainda há muito a fazer”.
Num prazo de seis meses, as duas empreitadas deverão estar concluídas. Os SMSBVC vão assim usar fundos próprios para investir 700 mil euros no alargamento das redes de água e saneamento em Vila de Punhe e Castelo do Neiva.
Questionado pela Geice, o responsável pelos Serviços Municipalizados explicou que as freguesias mais carenciadas em termos de saneamento são “as freguesias de montanha, freguesias mais rurais e com mais dispersão de casas”, por representarem um investimento muito elevado. No que toca à rede de água, a taxa de cobertura do concelho de Viana do Castelo já atinge os 97% mas Vítor Lemos acredita que, dentro de seis anos, poderão atingir os 100%.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts