FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 10 Fev 2015

Ponte de Lima: Secundária sem obras obriga alunos a “viagem” de 10 minutos para terem Educação Física

 A Deputada do PCP, Carla Cruz, questionou recentemente o Ministro da Educação e Ciência sobre a não conclusão das obras por parte da empresa Parque Escolar […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

 A Deputada do PCP, Carla Cruz, questionou recentemente o Ministro da Educação e Ciência sobre a não conclusão das obras por parte da empresa Parque Escolar na Escola Secundária de Ponte de Lima, Viana do Castelo. A Direção da Associação dos Encarregados de Educação da Escola Secundária de Ponte de Lima, enviou ao Grupo Parlamentar do PCP uma exposição que dá conta do impasse na conclusão das obras de requalificação da escola. Assim, de acordo com o comunicado enviado, as obras deveriam ter sido concluídas em setembro de 2012, mas por “problemas entre a Parque Escolar e a empresa de construção Sá Machado, as obras foram suspensas ainda no decorrer do ano de 2012. A Fase 1 de reconstrução foi assim interrompida, ficando a ESPL sem um bloco de salas de aula e sem Pavilhão Gimnodesportivo”. Desde essa data foram sucessivamente adiados os prazos de reinício das obras e por conseguinte a sua conclusão. Ora, de acordo com a informação enviada ficou acordado “em janeiro de 2014 que a Parque Escolar iria iniciar as pequenas intervenções na antiga Escola Básica, comprometendo-se a desocupar os monoblocos até ao início do 3º período escolar do ano letivo 2013/2014”. Sucede que, no presente ano letivo, “O número de turmas aumentou passando a haver necessidade de colocação de novos monoblocos no recinto da antiga Escola Básica, correspondentes a 9 salas de aula”, tendo a Parque Escolar se comprometido à colocação dos mesmos até ao início do corrente ano letivo 2014/2015” mas tal não aconteceu. A associação de pais refere ainda que a Escola Secundária continua “sem sofrer obras de manutenção apresentando espaços sobrelotados que pouco ou nada garantem as condições básicas de salubridade, higiene e segurança da comunidade escolar.”Como tal, a deputada do PCP questiona agora se confirma o Governo que a empresa Parque Escolar se comprometeu, na sequência do aumento de turmas no presente ano letivo, a aumentar o número de contentores monoblocos, e se sim, como é que avalia a não concretização deste acordo; Se é verdade que os estudantes desta Escola têm de fazer um percurso a pé, de 10 minutos para poderem ter aulas de Educação física e que soluções tem o Ministério para os dias em que está a chover; Se o Governo pode garantir, nestas condições, a segurança dos estudantes da Escola de Ponte Secundária de Ponte de Lima e no caso de haver um problema com os estudantes nos diversos percursos que têm de fazer fora do recinto escolar, quem assumirá a responsabilidade.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts