FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 30 Mar 2015

Autarca de Viana quer participação dos Municípios no mapeamento dos equipamentos sociais

José Maria Costa, autarca da Câmara Municipal de Viana do Castelo, aproveitou a presença do Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social em Viana do […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

José Maria Costa, autarca da Câmara Municipal de Viana do Castelo, aproveitou a presença do Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social em Viana do Castelo para sublinhar que existem temas e ações que devem ser objeto de consensualização com os Municípios de forma a existir sinergias e complementaridade na área dos equipamentos sociais. Numa sessão de apresentação da APCVC Presente e Futuro, o autarca dirigiu ao ministro Mota Soares alguns apelos, “numa altura em que as fragilidades sociais são mais evidentes, fruto dos impactos das políticas de austeridade económica impostas ao País e devido à redução de muitos apoios às famílias, desempregados e restrições a atividades e ações das instituições”.
O autarca mostrou-se preocupado com “algumas situações e problemas que algumas Instituições de Solidariedade Social do concelho de Viana do Castelo atravessam, e que estão a criar graves dificuldades ao seu bom funcionamento” como atrasos nos pagamentos de comparticipações de fundos comunitários a obras efetuadas no âmbito do POPH, mas também da carência de respostas sociais, pedindo que sejam priorizadas ações e majorados apoios para a construção de equipamentos nas áreas da deficiência mental, paralisia cerebral e autismo.
Por isso, o responsável pela autarquia vianense disse que “neste momento de início do novo quadro comunitário, estou certo que o mapeamento dos equipamentos a construir para as respostas sociais quer sejam reabilitar ou a ampliar será efetuado em diálogo e concertação com os Municípios, quer nas plataformas concelhias ou nas supraconcelhias que no nosso caso coincidem com a Entidade Intermunicipal CIM Alto Minho”. Referiu ainda o líder do executivo de Viana do Castelo que “este exercício de concertação entre a Administração Central e Local é importante para a consensualização dos investimentos, para a sua melhor racionalização e até para sinergias e complementaridade.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts