FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 29 Mar 2015

Carreço: Viana da Rocha entregou “envelope de pretensões” ao ministro Pedro Mota Soares

  Joaquim Viana da Rocha, ex-autarca de Carreço e presidente do Centro Social e Cultural de Carreço, aproveitou a presença do Ministro da Solidariedade, Emprego […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

 
Joaquim Viana da Rocha, ex-autarca de Carreço e presidente do Centro Social e Cultural de Carreço, aproveitou a presença do Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social na freguesia para a inauguração da valência de Centro de Dia e entregou ao governante um “envelope de pretensões”. Durante os discursos oficiais, Viana do Rocha apresentou três pedidos a Mota Soares, para que o Centro Social e Cultural de Carreço possa fazer mais e melhor pela comunidade onde está inserido.
O Centro de Dia inaugurado esta sexta-feira conta já com 40 utentes, sendo que uma boa parte dos utentes são de fora da freguesia. Viana da Rocha destacou o esforço da comunidade para que a obra do Centro Social e Cultural de Carreço, que inclui múltiplas valências, possa estar quase concluída. Nesta fase faltam cerca de 300 mil euros para poder “equipar” a estrutura com camas e equipamentos de cozinha.
Ao ministro, o responsável pela IPSS de Carreço pediu diversos apoios. Pediu ajuda para que o Centro Social e Cultural possa comprar uma carrinha de 9 lugares adaptada para poder transportar as crianças que frequentam a creche, pois a carrinha que têm atualmente já tem vinte anos de vida e não o pode fazer, de acordo com a lei. Viana da Rocha pediu a Pedro Mota Soares o alargamento do Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) pois têm “bastante gente” em lista de espera e conseguiam apoiar mais duas dezenas de pessoas, se um protocolo com a Segurança Social o permitisse.
Por último, o responsável pediu também um acordo de cooperação para a valência de Lar de Idosos que estará pronto a 31 de maio e poderá ser inaugurado este verão.
Pedro Mota Soares agradeceu o papel das instituições durante a crise que o país atravessa. Referiu que o Governo PSD/CDS-PP fez um “pedido de ajuda às instituições sociais (…) para muitas pessoas que, em Portugal, estavam a passar um tempo difícil”. Por isso, agora, deixou um “obrigado” alargado a todos aqueles que se dedicaram à causa social e que ajudaram a apoiar os menos favorecidos.
João Pinho, autarca de Carreço, referiu que é o Centro Social e Cultural de Carreço que “quotidianamente proporciona apoio social a um sem número de idosos e famílias desfavorecidas”, dizendo que o Centro de Dia agora inaugurado é “um meio imprescindível para muitos idosos”.
O Centro Social e Cultural de Carreço é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) que disponibiliza a todos os associados as respostas sociais de Centro de Convívio, Centro de Dia, Serviço de Apoio Domiciliário, Atividades de Tempos Livres, Creche, Cantina Social e Gabinete de Atendimento à Pessoa portadora de Alzheimer e outras demências.
A associação foi fundada em 1994 pelo atual Presidente da Direção, Joaquim Viana da Rocha, juntamente com 22 sócios desta Freguesia, contando atualmente com cerca de 650 associados.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts