FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 12 Mar 2015

Portugal pede 147 milhões de euros à Comissão Europeia para modernizar Linha do Minho

Portugal pediu 147 milhões de euros à Comissão Europeia para poder requalificar a Linha do Minho.  A Comissão confirmou a informação aos dirigentes do Eixo […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Portugal pediu 147 milhões de euros à Comissão Europeia para poder requalificar a Linha do Minho.  A Comissão confirmou a informação aos dirigentes do Eixo Atlântico, que se encontram, por estes dias, em reuniões em Bruxelas, com distintas instâncias comunitárias. O governo de Portugal solicitou à Comissão Europeia 147 milhões de euros para a modernização da linha do Minho, dentro de um pacote mais amplo de infraestruturas ferroviárias, segundo tornou público o Presidente da REFER, António Manuel Palma Ramalho.
A informação foi confirmada esta quarta-feira ao presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, e ao Secretário-geral do Eixo Atlântico, Xoan Vázquez Mao, que se encontram em Bruxelas.
A notícia coincide no tempo com a carta enviada no passado dia 2 de março pelo Eixo Atlântico ao gabinete do Primeiro-Ministro português, Pedro Passos Coelho, recordando-lhe que o Ministro da Economia e o Secretário de Estado dos Tranportes ainda não tinham enviado ao Eixo informação sobre os prazos das licitações e as quantidades previstas, no compromisso que o Primeiro-ministro manteve com o Eixo Atlântico.
A informação da Comissão Europeia e do Presidente da REFER foi “muito bem recebida pelo Eixo Atlântico”, afirma a associação transfronteiriça.  O Secretário-geral do Eixo Atlântico, Xoán Vázquez Mao, manifestou a sua satisfação porque, “uma vez mais, a Comissão Europeia deu-nos razão acerca da importância da linha ferroviária”. “Ao mesmo tempo, esperamos que esta não seja uma manobra para se alcançar Fundos Europeus destinados à Linha do Minho, para depois serem desviados para outros pontos do país, como aconteceu no ano passado”, acrescentou.
Garantiu que o Eixo Atlântico irá “continuar alerta para que os Fundos sejam destinados ao objetivo solicitado, que é conseguir para 2017, um transporte ferroviário, cómodo e ágil que ligue o Norte de Portugal com o AVE (TGV) galego, em Vigo”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts