FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 02 Mar 2015

Viana: Descoberta parte da muralha medieval no centro histórico da cidade

Os trabalhos arqueológicos que estão a ser levados a cabo no âmbito das obras de requalificação de algumas ruas da cidade permitiram identificar parte do […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Os trabalhos arqueológicos que estão a ser levados a cabo no âmbito das obras de requalificação de algumas ruas da cidade permitiram identificar parte do troço da muralha medieval de Viana do Castelo. A descoberta foi feita pelo Gabinete de Arqueologia da Câmara Municipal que foi chamado a intervir de forma a cumprir as condicionantes impostas pela DRCN (Direção Regional da Cultura do Norte), junto à Travessa da Vitória, em pleno centro histórico da cidade. A estrutura posta a descoberto tem cerca de 2.50m de espessura, tendo sido empregue na sua construção silhares graníticos de grande dimensão, nas faces, sendo o interior do muro composto por pedra não aparelhada, de vário porte, e por argamassa de barro. Ainda que globalmente a historiografia indique que a decisão de amuralhar Viana pertenceu a D. Afonso III, as primeiras referências escritas à muralha surgem durante o reinado de D. Fernando, razão pela qual se lhe atribui o nome de muralha fernandina. Inicialmente construída com quatro portas, no final do século XV foi aberta uma quinta porta com o objetivo de possibilitar o acesso ao interior do burgo a partir do cais da Vitória- a porta de S. Brás, mais tarde chamada da Vitória após a construção da Capela de Nossa Senhora da Vitória. Os trabalhos arqueológicos a decorrer na Travessa da Vitória, no local onde terá sido aberta esta porta, permitiram identificar parte do troço da muralha medieval, numa altura em que a Câmara Municipal se encontra a realizar obras de requalificação das Ruas de Viana, Prior do Crato, Beco do Caxuxo e Travessa da Vitória.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts