FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 07 Abr 2015

Areosa: Junta perpetua memória do Senhor dos Esquecidos

A Junta de Freguesia de Areosa decidiu perpetuar a memória de um lugar de culto, conhecido especialmente pelos mais antigos como o Senhor dos Esquecidos. […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Junta de Freguesia de Areosa decidiu perpetuar a memória de um lugar de culto, conhecido especialmente pelos mais antigos como o Senhor dos Esquecidos. A autarquia decidiu deitar mãos à obra e requalificar o espaço e, durante os trabalhos, até foram postos a descoberto os antigos degraus que davam acesso ao cruzeiro, como explicou à Geice o Presidente da Junta de Freguesia, Rui Mesquita. Recorde-se que a antiga povoação de Areosa esteve durante séculos integrada no caminho de peregrinação de Santiago de Compostela. Pelos seus caminhos terão passado muitos viajantes, seguindo a rota do Noroeste, o percurso que ligava a então vila de Viana do Castelo a Valença. Assim, os inúmeros cruzeiros de encruzilhada que se erguem no Norte do país, e continuam por terras da Galiza, aludem tantas vezes ao caminho compostelano e às paragens dos peregrinos. Também na Areosa, numa encruzilhada entre casebres e olivais, se ergue um cruzeiro de caminho, conhecido pela designação de Senhor dos Esquecidos. Trata-se de um monumento setecentista, em granito, composto por um soco em forma de caixa, sem decoração, sobre o qual se ergue uma coluna de secção circular estriada. No topo da coluna, imediatamente abaixo do capitel, encontra-se uma figurinha sustentando o que parece ser um escudo anepígrafo. O capitel é constituído por seis cabeças aladas, sustentando o crucifixo, em cruz latina, com braços de secção quadrada rematados por bolas. A figura de Cristo é encimada pelo tradicional pergaminho, sobre a cruz.
 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts