FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 28 Abr 2015

 Europac Kraft Viana obtém Certificação Ambiental

A fábrica de papel kraftliner do Grupo Europac, em Viana do Castelo, obteve a certificação do seu Sistema de Gestão Energético (SGE) conforme os requisitos […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A fábrica de papel kraftliner do Grupo Europac, em Viana do Castelo, obteve a certificação do seu Sistema de Gestão Energético (SGE) conforme os requisitos da norma ISO 50001. A certificação garante que o SGE, a área do modelo de gestão dedicada ao desenvolvimento da política energética, aplica melhorias contínuas e sistemáticas que contribuam para a racionalização e consumo eficiente dos recursos energéticos. As melhorias necessárias para obter a certificação foram realizadas integralmente com recursos próprios por uma equipa interna, que pontualmente contou com o apoio da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Desde que em 2012 foi estabelecido como objetivo a obtenção da norma ISO 50001, o consumo específico de energia elétrica diminuiu 6,3%, o que representa uma poupança de custos de 1,3 milhões de euros anuais. Mario Amaral, diretor da fábrica, destaca que “tão importante como a poupança de custos é a redução das emissões de carbono e o impacto ambiental, que nos permite consolidar a reputação corporativa da Europac Kraft Viana, tanto ao nível local como no contexto europeu, como uma indústria comprometida com a sociedade e o meio em que desenvolve a sua atividade”. A fábrica da Europac em Viana do Castelo tem uma capacidade produção anual de 425 mil toneladas de papel kraftliner. Cerca de 90% da produção destina-se à exportação, sendo Espanha, Alemanha e França os principais mercados. A unidade da Europac, em Viana do Castelo, é o maior consumidor de papel recuperado em Portugal. O trabalho desenvolvido nos últimos três anos começou com um diagnóstico inicial para identificar os pontos de maior utilização de energia e os correspondentes indicadores de desempenho energético e monitorizar a evolução do consumo. Posteriormente foram estudadas internamente as ferramentas necessárias para realizar um controlo sistemático dos consumos de energia, detetar possíveis desvios e identificar oportunidades de melhoria. Entre as medidas adotadas, destacam-se a instalação de variadores de velocidade e motores elétricos de alta eficiência, a adoção de tecnologias de menor consumo nos sistemas de iluminação, medidas para reduzir o consumo de gasóleo, controlo do uso de energia reativa, redução, sempre que possível, do consumo de energia nos picos de laboração e sensibilização de todos os colaboradores através de ações de formação sobre eficiência energética.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts