FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 08 Abr 2015

Paixão pela gastronomia e pelo desporto faz com que José Natário esteja há 60 anos à frente do “Café Sport”

O Café Sport é um dos restaurantes mais antigos no centro histórico da cidade de Viana do Castelo e, esta quarta-feira, José Natário celebrou os […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Café Sport é um dos restaurantes mais antigos no centro histórico da cidade de Viana do Castelo e, esta quarta-feira, José Natário celebrou os 60 anos à frente do estabelecimento. O Café Sport é já um estabelecimento centenário mas foi precisamente no 8 de abril de 1955 que passou para as mãos de José Natário, através de um trespasse concedido pelos donos anteriores, Fernandes & Alves.
À Geice, no dia em que celebrou as seis décadas na liderança de um café com mais de um século de existência, José Natário, de 82 anos, recordou os inícios da sua história no Café Sport. “Sempre gostei de desporto e de trabalhar”, assume, dizendo que resolveu juntar o melhor dos dois mundos na casa que conduz. Hoje em dia, é responsável por três estabelecimentos no centro histórico da cidade, sendo que o Café Sport é o mais antigo e a “casa mãe”. Quando assumiu o espaço, acabou com a modalidade de bilhares e o Café Sport continuou apenas como café e restaurante.
José Natário recorda que, antes de existir televisão, aos fins-de-semana o Café Sport ficava “cheio até às bordas” de gente que queria ouvir os relatos desportivos através do rádio. O estabelecimento foi o segundo espaço comercial da cidade de Viana do Castelo a adquirir um televisor, o que fez grande sucesso, na altura.
Admite que continua a sentir-se com energia para liderar os negócios, e são os familiares a porem-lhe algum travão. No entanto, todos os dias faz questão de visitar os três estabelecimentos que tem na cidade.
José Natário refere as dificuldades causadas pela crise mas diz que, na cidade de Viana, as principais dificuldades estão associadas à falta de estacionamento gratuito e à falta de atividades culturais. “Viana é muito bonito, tem muita coisa para ver, mas tem de chamar as pessoas”, afirma. “Se metem o carro no parque, é caro. Se vêm tomar um café cá, com o parque fica quase a cinco euros”, garante, o que dificulta o negócio.
O IVA a 23% na restauração tem sido também um grande problema para os empresários e José Natário diz que tudo isto dificulta o negócio. Estes sessenta anos têm sido pautados por “momentos melhores e momentos piores”, mas enquanto puder, continuará a acompanhar o Café Sport.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts