FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 20 Abr 2015

Petição Pela Eleição dos Representantes no Agrupamento de Escolas de Monção já foi entregue no Parlamento

Já foi aceite, no site do Parlamento, a petição Pela Eleição dos Representantes no Agrupamento de Escolas de Monção. Dizem os promotores desta petição que […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Já foi aceite, no site do Parlamento, a petição Pela Eleição dos Representantes no Agrupamento de Escolas de Monção. Dizem os promotores desta petição que “há mais de 2 anos que o Agrupamento de Escolas de Monção funciona num ambiente de grande instabilidade. Inúmeras foram as tentativas para devolver a normalidade ao Agrupamento, sendo que a comunidade educativa tem tentado junto dos diversos responsáveis políticos feito todos os esforços para resolver esta situação. A escola mantém-se há cerca de 3 anos a funcionar com sucessivas CAP, sendo que a ultima, foi nomeada em Julho de 2014, recorrendo-se a professores que não pertencem ao Agrupamento, uma vez que dentro da escola a situação estaria insanável, decisão esta que foi aceite pacificamente pela comunidade”. Acrescentam que, “no entanto, a instabilidade voltou ao Agrupamento, o Agrupamento que serve cerca de 2000 alunos, onde trabalham 200 professores, que serve um concelho inteiro. Uma nova tentativa de constituição do Conselho Geral Transitório encontra-se em novo impasse, diferentes associações não chegam a acordo sob a constituição de listas para a eleição dos representantes no Conselho Geral, 3 associações entendem que a lista (Lista A) deve ser a mesma das eleições de há 2 anos. Dessa lista A constituída por 10 nomes, 5  afirmaram não quererem pertencer a essa lista, sendo que 1 deles não tem neste momento filhos a estudar no Agrupamento.  2  outras associações convocaram então uma Assembleia de pais para dia 7 de Abril aberta a participação de várias listas sendo que só concorreu uma lista Lista B. No entanto depois de esta convocatória ter sido publicada, as outras 3 associações convocaram um ato eleitoral para dia 6 de Abril, onde só poderia concorrer  a lista A (do quais faziam parte 5 candidatos que não o queriam ser). Realizaram se os 2 atos.  No dia 6 votaram 130 pais e encarregados de educação na lista A, no dia 7 207 votaram na Lista B. E assim continua o bloqueio, as associações vêm-se obrigadas a recorrer aos tribunais para tentar resolver estes impasses, sendo que entretanto o agrupamento, os alunos, os professores, pais e toda a comunidade vivem em suspenso”. Dizem ainda acreditar que “o Presidente da Comissão de Educação, o Deputado Abel Lima Baptista, que por coincidência é também membro do Conselho Geral do Agrupamento, entende a gravidade da situação e compreenderá a necessidade dos outros deputados tomarem conhecimento desta situação, contribuindo para a resolução do problema”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts