FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 24 Abr 2015

Trail: EDV é vice-campeã nacional de Trail Endurance

A EDV-VianaTrail ficou em segundo lugar no Madeira Island Ultra Trail 2015, sagrando-se vice-campeã de Portugal de Trail Ultra Endurance. A prova disputou-se na Madeira. […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A EDV-VianaTrail ficou em segundo lugar no Madeira Island Ultra Trail 2015, sagrando-se vice-campeã de Portugal de Trail Ultra Endurance. A prova disputou-se na Madeira.
O Madeira Island Ultra Trail 2015 consistiu em quatro provas, de carácter individual, de distâncias diferentes: MIUT 115, Ultra 85, Trail 40 e Trail 17. A primeira prova arrancou à meia-noite, de sábado, da vila de Porto Moniz. A segunda teve início pelas 7h, nos Estranquinhos enquanto a terceira teve tiro de partida pelas 10h, no Pico do Areeiro. A prova mais curta começou ao meio-dia, em Portela.
A EDV-VianaTrail inscreveu dezasseis atletas, dos quais onze escolheram a prova de 115 quilómetros, com um desnível positivo de 6 800 metros. Um atleta optou pelo trajecto de 85 quilómetros, com 4000 de desnível positivo e os quatro restantes pelo percurso de 40 quilómetros. A comitiva edvista integrou ainda familiares e amigos, que partilharam as emoções vividas na prova e que tiveram um papel primordial no apoio dos corredores durante o trajecto.
Ricardo Silva destacou-se mais uma vez com o seu brilhante desempenho na prova rainha, tendo corrido os 115 km de trilhos em 15h30, sendo nono na geral e sexto na categoria de sénior masculino. O atleta descreveu a prova como “o maior desafio”, uma vez que “nunca tinha feito uma distância tão longa e com a dificuldade que se apresentava”.
A equipa subiu ao segundo degrau do pódio do VII MIUT, com a pontuação dos três primeiros atletas edvistas a completar a maior distância, nomeadamente: Ricardo Silva (9º), Rui Seixo (14º) e Gabriel Meira (23º).
Dos dezasseis trailers, vestidos de amarelo e preto, que alinharam nas diversas partidas, onze cortaram a meta em Machico, tendo os restantes abandonado a prova devido a sérios problemas físicos que os impediram de continuar nos trilhos.
O VII MIUT ultrapassou os 1 300 participantes, oriundos de 36 países, tendo mais de quatro centenas de atletas se aventurado no trajecto principal.
O MIUT 115 integra o Circuito Nacional de Trail Ultra Endurance e foi a prova escolhida para disputar o Campeonato de Portugal de Trail Ultra Endurance, prova de selecção dos vencedores absolutos aos Campeonatos do Mundo de Trail 2016. Introduzido este ano no calendário do World Tour, conferiu aos seus finalistas quatro pontos de acesso ao Ultra-Trail du Mont-Blanc (UTBM).
Qualquer finalista dos 115 quilómetros, conquista o respeito por aqueles que assistem à sua chegada, tendo em consideração o relevo peculiar da ilha, bem como as condições climatéricas adversas que ultrapassaram, devido às diferentes altitudes. A prova foi de extrema exigência física e psicológica, conferida pelo sobe e desce constante, típico da montanha madeirense, pelo que os seus participantes são os atletas mais resistentes e habituados a uma grande capacidade de superação.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts