FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 30 Mai 2015

Finalíssima: Neves é campeão distrital de Viana do Castelo

Terminou à pancada a Finalíssima disputada este sábado no Campo do Cruzeiro em Ponte de Lima. Após realizadas trinta jornadas no campeonato distrital da 1ª […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Terminou à pancada a Finalíssima disputada este sábado no Campo do Cruzeiro em Ponte de Lima. Após realizadas trinta jornadas no campeonato distrital da 1ª Divisão da Associação de Futebol de Viana do Castelo, foi necessário disputar-se um jogo de desempate para encontrar o novo Campeão. Neves FC e Atlético dos Arcos acabaram a prova no primeiro lugar com o mesmo numero de pontos (71) e os regulamentos da AFVC obrigavam a que o desempate fosse efetuado pelas duas equipas através de um único jogo.
A partida de Ponte de Lima começou com a equipa de Arcos de Valdevez a ter mais bola mas a se muito pouco esclarecida na hora da decisão perto da grande área contraria. O Neves apesar de chegar menos vezes perto da baliza de Cesteiro, sempre que atacava criava muito perigo.
Aos 20 minutos, Pato, numa atitude irreflectida, agrediu um adversário e Bruno Nunes o arbitro do encontro não teve outra alternativa, a não ser expulsar com cartão vermelho direto o jogador do Neves. Curiosamente, foi a partir da expulsão que o Neves Futebol Clube começou a subir de rendimento.
Aos 35 minutos, o brasileiro Yan, que foi sempre um quebra cabeças para os adversários, escapou-se pela esquerda rematou forte para uma boa intervenção do guardião arcoense, mas a bola bateu nas pernas de um dos seu companheiros e acabou por entra na sua baliza. Lance infeliz de Amorim que pôs o Neves em vantagem na final (1-0).
Na segunda parte, o Neves poderia ter acabado com o jogo logo nos minutos iniciais. Yan voltou a ser mais rápido que os defesas adversários e já dentro da grande área acabou por ser travado em falta passível de castigo máximo. Chamado aos 11 metros, Dida permitiu a defesa de Cesteiro que continuou a dar vida ao Atlético. Este lance galvanizou os jogadores de Arcos de Valdevez que chegaram a encostar em vários momentos o Neves “ás cordas”.
A equipa de Leandro Morais começou a ser mais esclarecida perto da grande área de Nuno Duarte e o golo do empate adivinhava-se.
Aos 70 minutos e depois de uma boa jogada individual de Flávio, que acabou por atirar a bola à barra da baliza do Neves, o capitão Amaral bem colocado aproveitou para fazer a recarga com sucesso e restabeleceu a igualdade (1-1).
Em tempo de compensação e quando toda a gente esperava pelo prolongamento, o arbitro auxiliar, Paulo Vieira acabou por ter uma decisão no mínimo polémica. O assistente vianense dos quadros da Liga Portuguesa de Futebol Profissional assinalou uma grande penalidade aos 93 minutos e acabou por gerar uma enorme confusão.
Os jogadores do Atlético dos Arcos indignaram-se de tal modo com o auxiliar que o jogo acabou ao murro e ao pontapé.
Com o jogo interrompido por largos minutos, só aos 98` foi possível marcar o castigo máximo. Dida voltou a ser chamado aos 11 metros e desta vez não desperdiçou a oportunidade. O brasileiro atirou a bola para o fundo da rede de Cesteiro e fez do Neves Campeão 2014/2015.
Depois desta grande penalidade o arbitro, Bruno Nunes terminou de imediato o desafio e os jogadores do Atlético não se conformaram com a decisão de Paulo Vieira. De cabeça completamente perdida, alguns jogadores correram na sua direção e partiram para a agressão ao arbitro auxiliar.
Segundo o que a Rádio Geice consegui apurar, no final do desafio foram considerados expulsos cinco jogadores do Atlético dos Arcos e o arbitro auxiliar Paulo Vieira teve necessidade de se deslocar ao hospital de Viana para receber assistência médica.
No meio de tanta confusão à que destacar o comportamento exemplar do publico de ambos os emblemas. Os adeptos que encheram o estádio do Limianos para apoiar as suas equipas, souberam respeitar-se!

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts