FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 11 Mai 2015

Viana do Castelo: Um milhão de pétalas coladas à mão fazem a festa na freguesia de Alvarães

Este fim-de-semana, a freguesia de Alvarães, no concelho de Viana do Castelo, está em festa e, como é habitual, os andores e as cruzes floridas […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Este fim-de-semana, a freguesia de Alvarães, no concelho de Viana do Castelo, está em festa e, como é habitual, os andores e as cruzes floridas prometem ser a atração principal. Um milhão de pétalas de flores colhidas nos montes de Viana do Castelo, e coladas uma a uma com água e farinha nos famosos andores de Alvarães, fazem da Festa de Santa Cruz, que se realiza este fim-de-semana, uma arte única no país.
Fernando Martins, presidente da Junta de Freguesia de Alvarães, explicou que as pétalas de flores são coladas “uma a uma” com uma “cola milagre” que possibilita às pétalas “continuarem a viver, serem viçosas e manterem o seu cheiro”. Os andores e as cruzes são decorados exclusivamente com plantas naturais.  O autarca explica que “cada um dos 11 andores da festa tem cerca de 70 mil pétalas”, pelo que são utilizadas, no total, “cerca de um milhão para bordar os quadros temáticos de cada andor”, o que diz ser uma iniciativa única em todo o país.
Este é um trabalho minucioso que, através da conjugação das cores e texturas das pétalas, forma desenhos temáticos, transformando os andores em verdadeiras obras de arte popular.
António Gonçalves, pároco na freguesia há quase 50 anos, diz que esta é uma festa “diferente das outras” porque os desenhos dos andores e das cruzes são colados pétala a pétala. “Os desenhos e a criatividade dão forma à nossa festa, que envolve toda a população e está enraizada entre os mais novos”, afirmou o pároco.
 Os andores e cruzes floridas, “ex-libris” de Alvarães, são uma tradição que data de 1946. Nessa altura foram confecionados os primeiros andores e as primeiras cruzes com flores naturais, para coroação da Senhora de Fátima. A ideia foi tão bem acolhida pela população que se mantém viva até aos dias de hoje.
As pétalas são fixadas com uma cola feita à base de farinha e água, cuja humidade permite que se aguentem por vários dias, viçosas e coloridas. Esta ‘cola milagre’, como lhe chama o autarca, permite manter também o cheiro das flores, o que caracteriza aqueles andores, decorados com motivos religiosos, paisagísticos e monumentais.
O trabalho começa dias antes, com a apanha das flores pelos montes de Viana do Castelo, mas os bordadores dos andores só podem começar a trabalhar três dias antes, para que as pétalas não oxidem. É no pátio das casas dos mordomos da festa que, habitualmente, na madrugada de sexta-feira, se dá por concluída a decoração dos andores.
Chegam a juntar-se à volta de cada andor cerca de 40 bordadores, num momento que conta com o trabalho e a devoção de pessoas de todas as idades e profissões que criam autênticas obras de arte. Todos os anos, são milhares os forasteiros que vêm um pouco de todo o lado, para admirar a tradição.
Olga Barreiros, que este ano comemora as bodas de prata, e que por isso integra a Comissão de Festas, participa neste momento desde pequena, fazendo os desenhos e bordando com as pétalas. “É um trabalho feito com muito carinho, desde o transporte da flor até à colagem”, afirma, reconhecendo que “são dois dias inteiros a trabalhar”.
Também os critérios da Comissão de Festas são, em Alvarães, peculiares, visto que convida para a organização da festa da freguesia os casais que comemoram 1, 25 e 50 anos de casamento nesse ano.
Clarisse Costa e António Pereira assinalam este ano as bodas de prata e, por isso, estão a trabalhar juntos para tornar esta festa uma realidade. A esposa assume que estão a tentar conciliar a vida para dar parte do seu tempo à Festa de Santa Cruz e dos Andores Floridos, afirmando que esta é “uma forma de aproximar os casais”. “Se estivermos vivos estaremos aqui na festa quando fizermos os 50 anos para ajudar”, garante.

 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts