FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 31 Mai 2015

Vila Nova de Cerveira está a melhorar as infraestruturas florestais

O Município de Vila Nova de Cerveira iniciou recentemente um processo de beneficiação de infraestruturas florestais, numa área de 120 quilómetros. As obras são fruto […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Município de Vila Nova de Cerveira iniciou recentemente um processo de beneficiação de infraestruturas florestais, numa área de 120 quilómetros. As obras são fruto do protocolo com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e visa a melhoria de caminhos florestais, aceiros e arrifes, para garantir a preservação do perímetro florestal e consequente prevenção contra incêndios.
Integrada na estratégia municipal de proteção civil, a construção da Rede Primária de Defesa da Floresta Contra Incêndios é uma das prioridades deste executivo, de forma a combater o flagelo dos fogos que provocam a delapidação do vasto património florestal concelhio.
O vice-presidente da Câmara Municipal e responsável pelo pelouro da Proteção Civil explica que a ação em causa abrangerá uma vasta extensão florestal, estando mais focada nas áreas de povoamento florestal, áreas críticas e infraestruturas com elevado estado de degradação. Vitor Costa confirma que há vários anos que não se procedia a um investimento desta ordem e grandeza, em prol da mancha verde do concelho.
No âmbito do protocolo estabelecido entre as duas entidades, em que o Município assume parte das despesas, a máquina do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas está no terreno delimitado a proceder à execução de trabalhos de beneficiação e alargamento de aceiros e arrifes, de melhoria de caminhos florestais e de preparação de parcelas para ações de fogo controlado. Em colaboração com os Sapadores Florestais, estão ainda a ser criadas faixas de gestão de combustível que vão servir de apoio a ações de combate a incêndios florestais.
Este trabalho está atualmente a ser desenvolvido nas freguesias do interior (Sapardos, Candemil e Gondar), prosseguindo posteriormente para outras localidades do concelho já identificadas no protocolo de colaboração.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts