FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 08 Jun 2015

Campeonato Europeu de Laser Radial traz a Viana 300 atletas para 8 dias de provas

No mês de julho, e ao longo de 8 dias, Viana do Castelo vai receber mais de 300 atletas no Campeonato Europeu de Laser Radial. […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

No mês de julho, e ao longo de 8 dias, Viana do Castelo vai receber mais de 300 atletas no Campeonato Europeu de Laser Radial. De 18 a 25 de julho, a capital do Alto Minho recebe “a maior prova náutica alguma vez realizada na cidade”, com 318 velejadores, vindos de 31 países.
O presidente do Clube de Vela de Viana do Castelo (CVVC), António Cruz, explicou, esta segunda-feira, na conferência de imprensa que apresentou o evento, que este “passará a ser, de longe, o maior evento náutico que Viana do Castelo organizou, até pelo número de dias”. “É uma estrutura logística imensa que vai colocar a organização no limite, tendo a certeza que vamos cumprir”, assumiu. Algumas equipas, vindas de países como a Suíça e a Alemanha, chegam um mês antes da competição, a partir de 18 de junho, para começarem os treinos.
António Cruz adiantou que o Clube de Vela vianense teve apenas seis meses para organizar a competição, inicialmente prevista para França. “Face à desistência de França, e da candidatura da Corunha não ter avançado, soubemos em dezembro que seriamos nós a receber o evento, que obriga a uma estrutura logística e humana enorme, mas que vai permitir equipar o CVVC com equipamentos estruturas para o futuro”, explicou.
Além do CVVC, o Campeonato Europeu de Laser Radial é organizado pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, que financia o evento orçado em “várias dezenas de milhares de euros” através do projeto “Centro de Mar”.
António Cruz realçou o “forte” impacto económico que a prova irá ter na restauração e hotelaria da cidade uma vez que para além dos velejadores o evento vai movimentar “mais de 500 pessoas, entre familiares e treinadores que vão estar na cidade”, mas garantiu que o retorno ficará “a 95%” em Viana, entre restauração e hotelaria.
Emídio Guerreiro, o secretário de Estado do Desporto e Juventude, também destacou a forte “componente económica por detrás deste tipo de eventos”, considerando que estes acontecimentos desportivos são “fundamentais para alavancar a atividade económica e o desenvolvimento do país”.
O presidente da Câmara de Viana, José Maria Costa, afirmou que este Campeonato Europeu é “o reconhecimento justo” da aposta que o município de Viana do Castelo tem vindo a fazer na náutica de recreio e assumiu que esta é “uma oportunidade de afirmação enquanto centro de acolhimento de provas internacionais, e de estágios para equipas de todo o mundo”.
José Maria Costa garantiu que esta prova “vai ao encontro dessa estratégia”, que localmente inclui ainda o projeto “Náutica nas escolas”, que este ano letivo mobilizou 1.063 alunos, de 54 turmas dos 2º e 3ºciclos do Ensino Básico.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts