FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 08 Jun 2015

Polis Litoral Norte investe na costa Caminhense 1,1 milhões de euros

Em Vila Praia de Âncora, na Foz do Rio Âncora, está a ser executada atualmente a empreitada de Reforço e Proteção dos Sistemas Dunares e […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Em Vila Praia de Âncora, na Foz do Rio Âncora, está a ser executada atualmente a empreitada de Reforço e Proteção dos Sistemas Dunares e Renaturalização de áreas naturais degradadas – 2ª Fase. Sobre a obra, Guilherme Lagido , vice presidente da Câmara de Caminha, explicou que se trata “de uma obra complexa em termos de engenharia e em termos ambientais e acrescentou acreditar  que a intervenção irá surtir bom resultado”. Quanto ao andamento dos trabalhos, o vice-presidente realçou: “neste momento a obra circunscreve-se à reposição de areia e à eliminação das infestantes”. Para além do Reforço e Proteção dos Sistemas Dunares e Renaturalização de áreas naturais degradadas – 2ª Fase, no âmbito da Polis Litoral ainda estão em curso as empreitadas “Infraestruturas associadas à utilização da Praia da Gelfa”  e “Recuperação, proteção de sistemas dunares degradados e renaturalização dos Rochedos de Santo Isidoro”, como explicou Guilherme Lagido. A “Recuperação, proteção de sistemas dunares degradados e renaturalização dos Rochedos de Santo Isidoro” orçada em 421.077€ é uma “intervenção importante, de grande envergadura e de grande extensão. É uma obra de proteção costeira, que vai desde Moledo a Vila Praia de Âncora. Facilita o acesso e defende os valores naturais que ali estão em presença”, sublinhou Guilherme Lagido. Esta empreitada contempla a criação de uma barreira física que permite a proteção dos ecossistemas costeiros existentes, bem como a recuperação das suas caraterísticas naturais através do corte de espécies exóticas infestantes e colocação de delimitadores de circulação motorizada. Contempla ainda um percurso pedonal e clicável e leitores de paisagem, em pontos de observação dos valores biofísicos e culturais, juntos aos rochedos emersos e à Capela de Santo Isidoro.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts