FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 03 Jun 2015

União de Sindicatos: Branco Viana diz que taxa de desemprego no distrito “não corresponde à realidade”

Branco Viana, responsável pela União de Sindicatos de Viana do Castelo (USVC) considera que os números do desemprego no distrito que foram divulgados esta semana […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Branco Viana, responsável pela União de Sindicatos de Viana do Castelo (USVC) considera que os números do desemprego no distrito que foram divulgados esta semana pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) “não correspondem à realidade”. Os números, relativos ao mês de abril, indicam uma descida acentuada do número de desempregados, nos últimos dois anos, o que, para o coordenador da União de Sindicatos, não representa a realidade.
Branco Viana garante que “apesar de serem dados oficiais, apenas servem para fazer política, porque a realidade no distrito é outra”. Segundo os números do IEFP, até final de abril, o distrito de Viana do Castelo passou de 14.389 desempregados em 2013 para 10.753 em 2015.
A União de Sindicatos de Viana entende que a diminuição do número de desempregados no Alto Minho é justificada pelo facto de muitas pessoas terem deixado de receber apoios sociais, como o subsídio de desemprego. Para além disso, Branco Viana acredita que esta redução tem a ver com a passagem à reforma de trabalhadores com idade próxima da aposentação e com a emigração jovem. Justifica ainda esta redução não com a criação de postos de trabalho mas pelo facto de algumas pessoas “deixarem de acreditar no Instituto de Emprego” e optarem por “fazer biscates”.
Branco Viana afirma que “quem conhece o mundo laboral verifica que esta redução não é verdadeira, porque não é possível que em dois anos se tenha conseguido reduzir em mais de 3.500 o número de desempregados na região”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts