FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 04 Jun 2015

Viana: Guillermo Heras dirige 1ª edição da Escola de Verão para Atores

Pela primeira vez, Viana do Castelo recebe uma escola de Verão para atores. Destinada a intérpretes profissionais e estudantes de teatro, a Escola de Verão […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Pela primeira vez, Viana do Castelo recebe uma escola de Verão para atores. Destinada a intérpretes profissionais e estudantes de teatro, a Escola de Verão para Atores proporcionará dez dias de formação intensiva em interpretação performativa contemporânea.
A 1ª edição da Escola de Verão para Atores do Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana, terá coordenação do encenador espanhol Guillermo Heras e decorrerá de 13 a 23 de julho, no Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana.
Os professores de 2015 serão Guillermo Heras, João Mota (Teatro da Comuna), Tiago Guedes (Teatro Municipal do Porto), Alexandra Moreira da Silva (Faculdade de Letras da Universidade do Porto), Antonio Simón (Galiza) e Ricardo Simões (Teatro do Noroeste – CDV).
Durante dez dias, em regime de residência aberta com alojamento, a Escola de Verão para Atores do Teatro do Noroeste – CDV contemplará interpretação, movimento corporal, jogo cénico, dramaturgia, iluminação e encenação, culminando com a apresentação de um exercício de criação dirigido por Guillermo Heras.
Existem 20 vagas disponíveis para atores-participantes e 50 vagas para participantes-assistentes, modalidade destinada a investigadores, professores, jornalistas e críticos de teatro que poderão acompanhar os trabalhos no emblemático Teatro Municipal Sá de Miranda que este ano assinala 130 anos de existência. As inscrições estão abertas até 23 de junho.
O coordenador da Escola de Verão para Atores, Guillermo Heras, é o criador convidado do Teatro do Noroeste – CDV para 2015 e 2016: Prémio Nacional de Teatro em 1994 e Prémio Lorca de Teatro em 1997 (Espanha), diretor da Mostra de Teatro Espanhol de Autores Contemporâneos, autor de diversos livros teóricos e obras dramáticas, é diretor do Iberescena – Fundo de Apoio às Artes Cénicas Iberoamericanas. No Teatro do Noroeste – CDV, dirigiu as criações Cartas de Amor a Staline, de Juan Mayorga, Édipos, de Alexandra Moreira da Silva e Psicosis 4.51, de Sarah Kane.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts