FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 03 Jul 2015

Câmara de Viana assina protocolo para estreitar relações com Associação Cultural Museu do Cavaquinho

Com o objetivo de incentivar a cooperação entre as duas entidades, esta sexta-feira a Câmara Municipal de Viana do Castelo e a Associação Cultural Museu do […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Com o objetivo de incentivar a cooperação entre as duas entidades, esta sexta-feira a Câmara Municipal de Viana do Castelo e a Associação Cultural Museu do Cavaquinho assinaram um protocolo de cooperação que estabelece as bases de colaboração com vista à inscrição do acervo cultural material e imaterial do universo patrimonial do Cavaquinho, nomeadamente no que refere a saberes e técnicas dos construtores tradicionais de Cavaquinho, no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, no âmbito de levantamento e documentação sistemáticos dos mesmos em território nacional, com recurso a métodos e técnicas de pesquisa etnográfica. Na assinatura do protocolo, que aconteceu no Museu do Traje, estiveram presentes José Maria Costa, autarca vianense, Maria José Guerreiro, vereadora da cultura na autarquia de Viana, e Júlio Pereira, artista conhecido pelo trabalho desenvolvido com o cavaquinho.
O protocolo tem em conta que a autarquia de Viana do Castelo tem como missão uma política de gestão do património cultural concelhio e promover o estudo e salvaguarda dos bens culturais concelhios, dentre os quais o registo e divulgação do seu património imaterial e que a Associação Cultural e Museu Cavaquinho tem como fim documentar, preservar e promover a nível global a história e a prática do Cavaquinho e pretende promover a inscrição dos saberes e técnicas relativos à construção do Cavaquinho no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, como medida fundamental para a sua salvaguarda e valorização à escala nacional, assim como condição prévia e indispensável para a candidatura do Cavaquinho à Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade (UNESCO), o protocolo visa unir esforços para esta candidatura.
Por isso, o protocolo de cooperação estabelece as bases de colaboração institucional e tem como finalidade o estabelecimento e estreitamento de relações, para que, mediante a conjugação de esforços, se valorizem as ações de ambas as instituições, baseando-se as mesmas numa relação de interesse biunívoco.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts