FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 31 Jul 2015

Ciclismo: Delio Fernández vence no alto do Larouco e Gustavo Veloso é o novo Camisola Amarela

Delio Fernández foi o mais forte no topo da serra do Larouco, em Montalegre. O espanhol, natural da Galiza, venceu esta sexta-feira, a 2ª etapa […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Delio Fernández foi o mais forte no topo da serra do Larouco, em Montalegre. O espanhol, natural da Galiza, venceu esta sexta-feira, a 2ª etapa da 77ª Volta a Portugal Liberty Seguros após um ataque vitorioso no último quilómetro. O compatriota e companheiro de equipa na W52-Quinta da Lixa, Gustavo Veloso, terminou em terceiro lugar, a seis segundos, mas saltou imediatamente para o comando da classificação.
No alto dos 1525 metros de altitude, segundo ponto mais elevado de Portugal continental, e alheio à força do vento que soprava, Veloso vestiu a Camisola Amarela repetindo o que fizera em Montalegre, no ano passado, quando venceu a Volta com a liderança conquistada no Larouco. Nas declarações do novo líder sentia-se uma dupla satisfação pela liderança e pelo triunfo do colega e amigo Delio Fernández.
“A Volta tinha uma dívida para com o Delio, depois da grande prestação que ele teve em 2014. Ele merecia esta vitória, que é ainda mais importante por ser numa etapa especial como esta, aqui bem perto de casa.”
Delio Fernández, agora vice-líder na classificação geral a três segundos, revelou a sensação do dever cumprido.
“O objetivo era não perder tempo e protegermos o nosso líder, Gustavo Veloso. Foi um final muito exigente. Guardei algumas forças para conseguir aguentar os últimos metros. Estou muito contente por mim e pela equipa.”
O segundo lugar de José Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA) na serra do Larouco empurrou-o para a terceira posição da classificação geral e permitiu-lhe vestir a Camisola Vermelha Banco BIC, pela melhor regularidade nas duas etapas em linha que a Volta teve até agora. Após a conclusão da primeira etapa de montanha desta edição, há sete portugueses entre os dez melhores classificados.
Os vianenses…
Até o sol esteve presente na festa do alto da Serra do Larouco! Os vianenses, Cesar Fonte foi 13º classificado e Rui Sousa 14º. Ambos os corredores (Rádio Popular-Boavista) acabaram a tirada a 25 segundos do vencedor. Sandro Pinto (Louletano-Ray Just Energy) terminou no 16º lugar a 28 segundos do primeiro.
Na geral individual, Rui Sousa ganhou lugares mas perdeu tempo. É agora 14º classificado a 54 segundos do novo Camisola Amarela. César Fonte é 15º com a mesma diferença de tempo do seu companheiro de equipa. Os dois a 54 segundos do líder que é agora, o espanhol Gustavo Veloso, vencedor da Volta a Portugal em 2014.
3ª Etapa (01 de agosto 2015) Boticas / Fafe – 172,2 km
Para este sábado e depois de Trás-os-Montes, a caravana parte de Boticas até ao Minho, mais precisamente a Fafe que, depois de acolher a partida da passada edição, é o ponto final dos 172,2 quilómetros da terceira tirada, provavelmente dedicada aos sprinters.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts