FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 23 Ago 2015

Caminha: Câmara e Junta de Riba D’Ancora recuperam Moinhos D’Apardal

A Junta de Freguesia de Riba de Âncora e a Câmara Municipal, com a colaboração das associações da freguesia, acabam de recuperar e inaugurar os […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Junta de Freguesia de Riba de Âncora e a Câmara Municipal, com a colaboração das associações da freguesia, acabam de recuperar e inaugurar os moinhos D’Apardal, que se encontravam “praticamente destruídos”. Para já os moinhos podem ser visitados, mas a partir de setembro estarão a funcionar em pleno. A requalificação destes moinhos é uma obra importante para a freguesia e foi uma das metas a que se propôs o autarca local para este ano de 2015, segundo sublinhou aquando da visita do presidente da Câmara àquela freguesia, para acompanhar a evolução das obras, em dezembro último. Esta intervenção consistiu na recuperação de 4 moinhos, três dos quais já estão totalmente concluídos. O quarto ainda se encontra em fase de recuperação. Estes moinhos estavam “praticamente destruídos”, ao total abandono e não eram intervencionados há já vários anos. A Junta de Freguesia e a Câmara Municipal estão a fazer um esforço na recuperação do património da freguesia. Esta obra vem juntar-se assim à criação do Núcleo Museológico da Memória Arte e Ofícios de Riba de Âncora, à intervenção da Capela do Espirito Santo, à recuperação dos vários fontanários e lavadouros, entre outras obras. Dos trabalhos fizeram parte a limpeza do local e a reconstrução dos moinhos propriamente dita. Para a limpeza foi imprescindível a colaboração do Conselho Diretivo de Baldios bem como da Associação Cultural e Recreativa de Riba de Âncora. A Câmara Municipal de Caminha forneceu todo o material necessário para a obra em si e ainda disponibilizou mão-de-obra, através dos funcionários do município. É intenção do presidente da Junta de Freguesia criar um roteiro turístico da freguesia e fazer a rota do pão. Agora os Moinhos podem ser visitados e a partir de setembro estarão reunidas todas as condições para serem utilizados, ou seja, a população poderá, se entender, moer os cereais.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts