FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 03 Ago 2015

Ciclismo: José Gonçalves (Caja Rural) venceu no alto de Santa Luzia em Viana do Castelo

O corredor da formação espanhola Caja Rural-Seguros RGA foi o mais forte esta segunda-feira no alto do Monte de Santa Luzia, em Viana do Castelo, […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O corredor da formação espanhola Caja Rural-Seguros RGA foi o mais forte esta segunda-feira no alto do Monte de Santa Luzia, em Viana do Castelo, palco do final da quinta etapa da 77ª Volta a Portugal Liberty Seguros. O corredor de 26 anos confessou que triunfar em Santa Luzia era um sonho. “Antes de começar a Volta disse que se ganhasse uma etapa gostava que fosse em Viana. Era a vitória que esperava, andava à procura dela desde o primeiro dia”, foram as palavras de Gonçalves que se estreou a vencer na Volta a Portugal.
Gustavo Veloso (W52-Quinta da Lixa) continua a ser Camisola Amarela. Ao terminar pelo segundo dia consecutivo na terceira posição, atrás do companheiro de equipa Delio Fernández, com o mesmo tempo do vencedor e bonificando quatro segundos reforçou um pouco mais a liderança. “O importante é estar o mais à frente possível. Sou como uma formiguinha, vou conquistando segundo a segundo, mas ainda não estou tranquilo. Tenho fortes adversários”, explicou o galego que já perdeu uma Volta por apenas quatro segundos em 2013.
Para além de comandar a classificação geral, Veloso assume agora a liderança na classificação dos pontos, simbolizada pela Camisola Vermelha Banco BIC, e é também o líder do Prémio Kombinado KIA, fruto das posições cimeiras em que se encontra. Embora não tenha vencido nenhum dos dois Prémios de Montanha nesta etapa, Bruno Silva (LA Alumínios-Antarte) continua a ser o portador da Camisola Azul Fundação do Desporto. O russo Aleksey Rybalkin (Lokosphinkx) é o jovem melhor classificado, Camisola Branca RTP.
Raramente o último a terminar a etapa tem honras de destaque mas este sexto dia de competição foi diferente. José Gonçalves triunfou mas o destino, ou as circunstâncias da corrida, fizeram com que o irmão gémeo, Domingos Gonçalves (Efapel), fosse o último a chegar a Viana do Castelo.

Romaria a Sta. Luzia
Depois do verdadeiro e emocionante espetáculo da chegada a Braga, no ano passado, a “Cidade dos Arcebispos” serviu de palco de partida da quinta etapa da 77ª Volta a Portugal Liberty Seguros. Agosto sentiu-se ao longo de toda a tirada. Milhares de adeptos, muitos deles emigrantes a passarem férias, aplaudiram os homens do asfalto. A competição teve também neste dia direito a visitas especiais. À partida, André Cardoso, que corre na formação estrangeira Team Cannondale-Garmin e foi segundo classificado na Volta em 2011, fez questão de desejar boa sorte aos companheiros.
Em dia de romaria ao Santuário de Santa Luzia, em Viana do Castelo, houve 11 “peregrinos” que quiseram animar a tirada. Neste grupo de fugitivos, para além de equipas estrangeiras, estiveram representados cinco conjuntos portugueses. A única equipa sem qualquer representante na fuga foi exatamente a equipa do líder, a W52-Quinta da Lixa, que tratou da perseguição. Ao fim de 100 quilómetros juntos, Alberto Gallego (Rádio Popular-Boavista) decidiu atacar e o resto do grupo ainda lutou para não ser alcançado. A resistência dos últimos, onde estava o corredor axadrezado, Prémio Combatividade, durou até faltarem dois quilómetros para a chegada. Depois, na subida, “rezou-se” a Santa Luzia e perante centenas de pessoas em redor do santuário e da estrada assistiu-se a um final emocionante a demonstrar que Viana está mesmo no coração da Volta.

Os vianenses na 5ª Etapa (03 de agosto 2015) Braga / Viana do Castelo (Santa Luzia) – 169,4 km
Depois de ter ganho em 2013 em Santa Luzia, desta vez Rui Sousa (Rádio Popular-Boavista) não foi feliz na sua cidade natal.
O Presidente da União de Freguesias, Barroselas – Carvoeiro alcançou nesta etapa, que ligou Braga a Viana do Castelo no 13º lugar com o mesmo tempo que o vencedor da tirada, o português José Gonçalves (Caja Rural) que fez 4:09:07. Também com o mesmo tempo, César Fonte (Rádio Popular-Boavista) foi o melhor vianense do dia ao terminar em 8º lugar. Sandro Pinto (Louletano-Ray Just Energy) alcançou o 34º lugar a 53 segundos do vencedor.
Na geral individual, Rui Sousa manteve o 11º lugar, mas voltou a perder tempo. Sousa está agora a 1 minuto e 41 segundos do espanhol Gustavo Veloso, que mantém a Camisola Amarela. César Fonte é 12º a 1 minuto e 49 e Sandro Pinto é 20º classificado a a 3:23 do líder da corrida.
6ª Etapa (04 de agosto 2015) Ovar / Oliveira de Azeméis – 154,1 km
Esta terça-feira, corre-se a sexta etapa, entre Ovar e Oliveira de Azeméis, num percurso de 154,1 quilómetros praticamente plano.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts