FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 25 Ago 2015

Monção: “ É uma alegria muito grande voltar a ter bombeiros em Riba de Mouro”

Uma unidade de bombeiros de proximidade, constituída por cinco elementos e uma viatura de combate a incêndios florestais, acaba de ser instalada na freguesia de […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Uma unidade de bombeiros de proximidade, constituída por cinco elementos e uma viatura de combate a incêndios florestais, acaba de ser instalada na freguesia de Riba de Mouro, em Monção, permanecendo até ao final de setembro. A secção de Riba de Mouro dos Bombeiros Voluntários de Monção foi inaugurada a 21 de novembro de 1992 numa cerimónia presidida pelo então ministro Luis Marques Mendes. Passado pouco mais de uma década, deixou de funcionar e servir a população daquela zona montanhosa do concelho de Monção. A unidade foi agora reativada, com a presença do autarca monçanense, Augusto de Oliveira Domingues, elementos da junta de freguesia, direção e corpo ativo dos “soldados da paz”, procedeu-se à instalação de uma unidade de bombeiros de proximidade. Com a imagem dos fogos que deflagraram em Monção no início de agosto bem presentes na memória, Augusto de Oliveira Domingues destacou a importância desta unidade de proximidade na minimização do flagelo de incêndios florestais que, adiantou, constituem um perigo grande para as populações locais e uma perda ambiental irreparável. Satisfeito com a presença dos bombeiros em Riba de Mouro, o autarca local, José Manuel Fernandes, considerou a unidade de proximidade uma iniciativa louvável com enorme relevância na salvaguarda da floresta e dos núcleos habitacionais mais isolados da freguesia. “ É uma alegria muito grande voltar a ter bombeiros em Riba de Mouro” sublinhou José Manuel Fernandes, destacando “a total recetividade da junta e da população para que a presença dos bombeiros possa tornar-se mais constante”. Constituída por cinco bombeiros apoiados por uma viatura de combate a incêndios florestais, a unidade ficará em Riba de Mouro até ao final de setembro com a finalidade de garantir a segurança de bens e pessoas, focando-se na prevenção e primeira intervenção no combate a incêndios florestais.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts