FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 07 Ago 2015

Movimento “Vianenses pela Liberdade” pede licenciamento para realizar tourada na Areosa

O movimento “Vianenses pela Liberdade” quer voltar a realizar uma tourada em Viana do Castelo durante a Romaria d’Agonia e entregou, esta quinta-feira, na Câmara […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O movimento “Vianenses pela Liberdade” quer voltar a realizar uma tourada em Viana do Castelo durante a Romaria d’Agonia e entregou, esta quinta-feira, na Câmara Municipal, um pedido de licenciamento para a instalação de uma arena amovível em Areosa, freguesia vianense.
José Carlos Durães, porta-voz do grupo promotor da tourada, explicou que este pedido de licenciamento é para que seja instalada uma praça de touros amovível num terreno privado situado na veiga da Areosa, próximo do local onde, em 2012, aconteceu a primeira tourada desde que Viana se tinha assumido como cidade anti-touradas, três anos antes.
Como cartel da corrida de touros, marcada para as 17:30 do domingo das festas, foram anunciados os cavaleiros Rui Salvador, Marco José, Ana Batista, António Brito Pais, João Moura Caetano e Joaquim Brito Pais. A organização afirma que serão lidados seis touros, três da ganadaria de Paulo Caetano e os restantes de Brito Pais.
Além da tourada, é intenção do movimento “Vianenses pela Liberdade” realizar diversas outras ações em torno da tauromaquia, como uma exposição, ainda sem local definido, de cartéis de corridas de touros realizadas na cidade. Os aficionados querem também promover, no dia 22 de agosto, uma venda de livros, junto à praça amovível.
José Maria Costa, autarca vianense, não quis comentar este assunto. No entanto, em julho, quando o movimento pró-tourada anunciou a intenção de fazer regressar as touradas à capital do Alto Minho, o autarca garantira que iria “cumprir a lei” sobre este assunto. “Nós cumpriremos a lei, como sempre o fizemos em todos os atos que vamos praticar, que são atos que estão devidamente enquadrados, quer por regulamentos quer por legislação nacional”, assumiu.
Entretanto, nas redes sociais, um grupo local anti-touradas está a planear realizar uma caminhada no dia 15 de agosto, sábado, entre as 13:00 e as 15:00, pela defesa dos animais.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts