FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 06 Set 2015

Investigador da UMinho recebe prémio europeu de biomateriais na Polónia

Miguel Oliveira, investigador do Grupo 3B’s da Universidade do Minho, sediado no Avepark, em Guimarães, acaba de receber o prémio europeu “Jean Leray Award 2015”. […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Miguel Oliveira, investigador do Grupo 3B’s da Universidade do Minho, sediado no Avepark, em Guimarães, acaba de receber o prémio europeu “Jean Leray Award 2015”. Este é um dos principais galardões na área dos biomateriais, tendo sido atribuído a apenas três cientistas portugueses em 30 anos. A entrega decorreu no âmbito da Conferência Anual da Sociedade Europeia de Biomateriais (ESB), em Cracóvia, na Polónia. “É uma honra receber esta distinção e um grande estímulo para os jovens investigadores”, afirma Miguel Oliveira. O investigador vimaranense realizou durante os últimos 15 anos investigação na área do desenvolvimento de biomateriais de origem natural para aplicação em abordagens da engenharia de tecidos e medicina regenerativa, nomeadamente para o tratamento de lesões músculo-esqueléticas. Tem também recorrido à aplicação da nanotecnologia e células estaminais no desenvolvimento de modelos de doença (e.g. osteoartrite e cancro). Miguel Oliveira assumiu um papel relevante em inúmeros projetos regionais, nacionais e europeus, estando atualmente a (co-)orientar 18 investigadores. Em 2005, foi distinguido pela Fundação Canon e, mais recentemente, com o “Prémio Investigación Ignacio H. de Larramendi”, atribuído pela Fundação MAPFRE (Espanha). É autor de dezenas de publicações e membro do conselho editorial de várias revistas científicas. Atribuído pela ESB, o “Jean Leray Award” constitui um dos prémios de maior prestígio na área dos biomateriais, tendo como objetivo reconhecer, incentivar e estimular contribuições científicas de jovens cientistas. É entregue a cientistas com idade inferior a 40 anos que tenham concluído o doutoramento há menos de 8 anos. Nos últimos 30 anos, foram distinguidos apenas 22 investigadores, incluindo o professor Rui L. Reis, diretor do Grupo 3B’s e vice-reitor da UMinho, com quem Miguel Oliveira colabora desde 2003.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts