FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 30 Set 2015

Ministério da Defesa cria Equipa de Acompanhamento e Fiscalização para a construção de 2 NPO

O Ministério da Defesa publicou esta semana em Diário da República a criação de uma Equipa de Acompanhamento e Fiscalização para a construção de 2 […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Ministério da Defesa publicou esta semana em Diário da República a criação de uma Equipa de Acompanhamento e Fiscalização para a construção de 2 NPO em Viana do Castelo. No Despacho recorda-se que “o Estado Português celebrou, em 22 de julho de 2015, um contrato relativo à construção de dois Navios Patrulha Oceânicos (NPO), ao qual foi concedido visto do Tribunal de Contas em 7 de setembro. A construção destes navios exige do Estado Português, atendendo à complexidade e natureza das construções, um especial cuidado no acompanhamento das diversas fases deste processo, na medida em que se trata de bens de natureza militar destinados a serem equipados com tecnologia também predominantemente militar visando garantir que estas construções, na máxima extensão possível, se devam caracterizar por uma plena interoperabilidade e comunalidade de sistemas e soluções técnicas em absoluta uniformidade com os navios da classe «Viana do Castelo» já pertencentes ao Estado Português e em operação pela Marinha Portuguesa. Tendo em conta que as construções em apreço decorrem através de uma atividade permanente e ininterrupta por parte do fabricante a decorrer nos estaleiros apropriados. Tendo em conta também que a verificação do pontual cumprimento do contrato que titula as construções exige uma atividade de acompanhamento e fiscalização estável, duradoura e constante até à conclusão das mesmas. Mostra -se necessário que as atividades assinaladas sejam objeto de fiscalização por parte de peritos especialistas do material a construir e a instalar e outros peritos com competências nas áreas jurídicas, económicas e financeiras que assegurem, em cada fase do processo de construção e de instalação de equipamentos, o cumprimento das especificações técnicas contratuais e demais obrigações que resultam do contrato.” Assim, o Ministério da Defesa deliberou criar a Equipa de Acompanhamento e Fiscalização da execução do contrato de aquisição de dois Navios Patrulha Oceânicos, na direta dependência do Chefe do Estado -Maior da Armada e que será chefiada por um Comodoro ou Capitão -de -mar -e -guerra e integrará um número máximo de 14 elementos, pertencentes aos quadros militares e civis da Marinha. Entre muitas outras atribuições “compete à EAF, no contexto da execução do contrato de aquisição de dois NPO, visando garantir que estas construções, na máxima extensão possível, se caracterizem por uma plena interoperabilidade e comunalidade de sistemas e soluções técnicas em absoluta uniformidade com os navios da classe «Viana do Castelo» já pertencentes ao Estado Português, no respeito pelas cláusulas contratuais”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts