FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 20 Set 2015

Município de Cerveira assinala 30 anos de descobertas no Aro Arqueológico do Forte de Lovelhe

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai assinalar, de 25 de setembro a 03 de outubro, os 30 anos sobre a primeira intervenção […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai assinalar, de 25 de setembro a 03 de outubro, os 30 anos sobre a primeira intervenção arqueológica no Aro Arqueológico do Forte de Lovelhe. Pela importância histórica no contexto do Norte de Portugal e da Galiza, as comemorações incluem um vasto programa de atividades gratuitas que visa o envolvimento da comunidade local, escolar e científica.
Foi há 30 anos que uma equipa de arqueólogos começou a pôr a descoberto, na freguesia de Lovelhe, diversas ruínas, mostrando a evolução de pequeno castro, transformado em vicus sob a alçada romana e preocupado durante o período suevo-visigótico, exumando um vasto conjunto de peças arqueológicas.
Volvidas três décadas, a autarquia cerveirense pretende comemorar esta efeméride com um programa evocativo do Aro Arqueológico do Forte de Lovelhe que, além de dar a conhecer algumas peças, faz um ponto de situação nas investigações e trabalhos entretanto executados, propiciando uma ampla difusão de conhecimento sobre esta estação arqueológica.
Pela primeira vez, será possível apreciar o espólio exumado numa mostra patente no antigo edifício da Câmara Municipal, no Castelo; fazer visitas guiadas à estação arqueológica incluindo a fortaleza e os diferentes sectores de ruínas, ou participar num Ciclo de Conferências intitulado “O Forte de Lovelhe e o seu contexto regional” e que conta com a presença de vários especialistas nacionais e galegos; e a apresentação do livro “Memórias Arqueológicas do Forte de Lovelhe, 1985-2015” pelo Prof. Doutor Carlos A. Brochado de Almeida.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts