FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 03 Set 2015

PSD diz que a Câmara Municipal de Caminha está quase em “ falência técnica “

A Concelhia do PSD de Caminha diz que PSD diz que a Câmara Municipal está quase em “ falência técnica “. Isto porque, de acordo […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Concelhia do PSD de Caminha diz que PSD diz que a Câmara Municipal está quase em “ falência técnica “. Isto porque, de acordo com comunicado dos social-democratas, a “Câmara Municipal de Caminha passa, em dois anos, de 3 milhões de dívidas de curto prazo para 12 milhões de euros”. O “Executivo liderado por Miguel Alves conseguiu passar, em dois anos, de uma dívida de curto prazo de 3 milhões de euros, paga a 90 dias e com depósitos em bancos de mais de 2 milhões de euros ( deixado pelo anterior executivo) , para uma dívida de 12 milhões de euros, com 800 mil euros de disponibilidades, sendo que 600 mil euros são de cauções, ou seja dinheiro que pertence aos munícipes” pode ler-se no comunicado. “Resumindo: Uma dívida de 12 milhões de euros a fornecedores e só tem de disponibilidades cerca de 200 mil euros e paga a 293 dias, segundo dados da DGAL”, acrescenta o PSD. “Agrava-se o facto de este executivo não pagar a água à empresa Águas do Noroeste desde janeiro de 2015. Todos os munícipes pagam religiosamente a água, saneamentos e resíduos, que perfaz um total de receita mensal de mais de 200 mil euros, mas este dinheiro não está a ser usado para pagar a água à empresa”, acusa o PSD que refere que, ”para além deste facto, acresce-se de que as piscinas municipais de Vila Praia de Âncora não estão a ser pagas desde janeiro de 2015. Este incumprimento de mais de 7 meses leva a que estejam em incumprimento com a Caixa Geral de Depósitos, podendo levar a situações como a penhora das contas do município”. As acusações vão mais longe ao afirmar, em comunicado, “que este executivo declara ordens de pagamento para as freguesias no valor de mais 100 mil euros, mas na realidade só entrega cerca de 50 mil euros. Isto é enganar as pessoas e mais grave, cometer a ilegalidade de não respeitar data das ordens de pagamento”. Quase a rematar o PSD afirma que “o presidente continua com a parangona de que não tem dinheiro para as instituições e associações do nosso concelho, mas em cultura já absorveu neste primeiro semestre mais de 300 mil euros, em faturas que já deram entrada. Até o concerto da Carminho e de Carlos do Carmo, que custou ao município cerca de 27 mil euros já foi pago, mas as nossas instituições, associações e juntas de freguesia continuam à espera da esmola desta câmara, de corda ao pescoço”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts