FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 05 Out 2015

1000 escuteiros reúnem em Alvarães e trocam tecnologias por valores e natureza

É já este fim-de-semana que cerca de mil escuteiros do distrito de Viana do Castelo se vão reunir na freguesia de Alvarães para a abertura […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

É já este fim-de-semana que cerca de mil escuteiros do distrito de Viana do Castelo se vão reunir na freguesia de Alvarães para a abertura oficial do Ano Escutista. Durante dois dias, os jovens com idades compreendidas entre os 6 e os 22 anos, vão deixar para trás as novas tecnologias e dedicar-se a atividades ao ar livre e às tarefas de entreajuda, num evento que conta com o apoio logístico da junta de freguesia local.
Eugénio Barreto, chefe do Agrupamento 374 dos Escuteiros de S. Miguel de Alvarães, explicou à Geice que “os miúdos em casa estão sempre com os computadores, telemóveis e ligados à internet” mas que “aqui no escutismo eles esquecem essas tecnologias porque têm muitas atividades e convívio físico”.
O chefe, escuteiro há 43 anos, afirma que “o escutismo é uma escola de formação muito importante na sociedade” e garante que “hoje, mais do que nunca, os jovens precisam de valores e eles captam mais depressa uma ideia ou apelo nosso do que com a família. Os próprios pais ficam admirados como é que eles fazem coisas nos escuteiros que em casa não fazem”.
É a primeira vez que a freguesia de Alvarães recebe a abertura do ano Escutista da região de Viana do Castelo. Eugénio Barreto defende que o escutismo é uma “escola de atitudes e valores “que devem ser ampliados e promovidos” e cada vez “mais importantes” para a sociedade.
O agrupamento conta com cerca de uma centena de escuteiros, número que tem vindo a aumentar nos últimos anos. “Vamos tentar proporcionar um fim-de-semana bastante diversificado e diferente do que é habitual nestas aberturas. Aproveitando para mostrar e divulgar a nossa freguesia e os seus espaços. Fizemos um roteiro especial para os dirigentes para que conheçam melhor e voltem a Alvarães”, garante o responsável.
Também Fernando Martins, autarca de Alvarães, se mostra satisfeito com a oportunidade de mostrar a freguesia aos mais novos. “A nossa vila é muito rica para o escutismo, pelos espaços naturais que aqui existem e que foram reabilitados nos últimos anos, temos uma riqueza arquitetónica e paisagista enorme. Por isso, esta é também uma oportunidade para promovermos Alvarães e apoiarmos o nosso agrupamento que muito ajuda nas ações em comunidade”, realçou.
Os espaços da Azenha d’Almerinda e os campos envolta da Avenida de Santa Cruz vão receber os escuteiros, os chefes e também os familiares durante este fim-de-semana. Este encontro marca o início das atividades escutistas da região, subordinadas este ano ao tema “Edificar a paz”. A Abertura do Ano Escutista realiza-se em regime de acantonamento para os lobitos e de acampamento para as restantes secções.
Durante a manhã de sábado, os escuteiros farão as montagens de campo e à tarde terão várias atividades escutistas, enquanto à noite será apresentado um sarau com música. No domingo de manhã continuam as iniciativas escutistas e à tarde realiza-se o desfile dos contingentes com fanfarras.
O encontro terminará com uma eucaristia presidida pelo bispo da Diocese de Viana do Castelo, D. Anacleto Oliveira.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts