FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 28 Out 2015

Ana Palhares candidata-se à concelhia PSD de Viana e garante não fazer “política de fação”

Ana Palhares apresentou publicamente, esta quarta-feira, a lista que encabeça à liderança da concelhia do Partido Social Democrata (PSD) de Viana do Castelo, em eleições […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Ana Palhares apresentou publicamente, esta quarta-feira, a lista que encabeça à liderança da concelhia do Partido Social Democrata (PSD) de Viana do Castelo, em eleições agendadas para a tarde deste sábado. Em conferência de imprensa, a candidata garantiu não fazer “política de fação” e disse acreditar ser “a pessoa melhor colocada para fazer a congregação que pretendemos”.
“A unidade é algo que é estruturante e fundamental para nós”, assumiu Ana Palhares, dizendo que “o tempo das quezílias e das fações será, a partir de sábado, passado”.
“Essa construção da unidade é fundamental para podermos apresentar projetos consistentes e que mereçam os vianenses. Estou perfeitamente convencida de que os vianenses precisam de nós para atingir essas metas. Viana pode ser uma cidade média, mas não queremos que seja uma cidade de mediania, como tem sido”, explica a candidata, advogada de profissão.
“As diferenças têm de ser batidas e rebatidas dentro de casa. Lá fora, temos de apresentar essa credibilidade de um projeto sério e consistente, que é o que os vianenses querem”, assume, dizendo querer apostar “na juventude e na renovação, porque os jovens são o futuro”.
Como vice-presidentes da lista “Credibilizar e consolidar a democracia”, aparecem Eduardo Teixeira, atual vereador PSD na autarquia vianense, e Paulo órfão, diretor do Centro Distrital da Segurança Social. Como candidato à mesa do plenário, o histórico Domingos Cachadinha, numa lista que conta também com o apoio de “uma das grandes glórias” do PSD local, Manuel Freitas, como mandatário. “É, para mim, uma grande honra e motivo de orgulho encabeçar uma lista de gente que tem grande história e experiência dentro do partido”, assumiu Ana Palhares.
“Cremos que somos um projeto ganhador, agregador”, garante.”Nunca fiz política de fação, nunca concordei com essa forma de fazer política”, revelou, dizendo sentir, no partido, “uma necessidade que o PSD apresente respostas credíveis e à altura dos desafios da política atual”.
“O meu objetivo é servir os vianenses. O meu passado e a minha ligação à política foi sempre num sentido agregador, nunca – porque não faz parte do meu ADN – promovi política de fação”, referiu, dizendo acreditar ser “a pessoa melhor colocada para fazer a congregação que se pretende”.
 “O PSD, que é um partido com uma grande responsabilidade, tem que, de uma vez por todas, tomar para si a responsabilidade de chegar aos vianenses e trazer a sociedade civil para a política. Só com essa sociedade civil podemos construir um projeto autárquico que responda a essas necessidades e anseios”, declarou.
Este sábado, Ana Palhares terá pela frente António José Amaral, que lidera a lista “Renovar com Confiança”. Cerca de 700 militantes estão em condições de votar na eleição da lista que liderará a Comissão Política Concelhia do PSD.

 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts