FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 17 Out 2015

Animais, produtos biológicos e “castanhas a estalar” no Feirão de Outono do Mercado de Viana

 Este sábado, o Mercado Municipal de Viana do Castelo encheu-se de pessoas para o Feirão de Outubro. Logo na abertura do evento eram muitos os […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

 Este sábado, o Mercado Municipal de Viana do Castelo encheu-se de pessoas para o Feirão de Outubro. Logo na abertura do evento eram muitos os vianenses que quiseram visitar as bancas e conhecer os produtos “da terra” presentes na iniciativa. Para a autarquia, o Feirão de Outono foi uma forma de “recordar a existência do espaço” e “promover a compra de produtos aos produtores locais”.
Ana Margarida Silva, vereadora responsável pelos mercados, explicou que o Feirão também serve para incentivar o consumo de produtos hortícolas produzidos no concelho e para criar hábitos de alimentação saudável, sobretudo junto das crianças.
“Tentamos convidar aqueles que são os nossos produtores locais e que produzem produtos dos quais nos devemos orgulhar e que fazemos questão de promover”, referiu a responsável, assumindo que “também temos aqui as plantas aromáticas, que são uma das formas saudáveis de reduzirmos o sal que utilizamos na confeção dos nossos alimentos”.
Ao dispor dos visitantes, castanhas assadas “ainda a estalar”, cabazes de 5 quilos a 5 euros, uma feira de produtos biológicos, o showcooking “Garfo Verde”, volteio de póneis e cavalos e ainda passeios de charrete gratuitos desde a Praça da Liberdade até ao Mercado Municipal.
“Tentamos sempre trazer actividades para as crianças porque se torna mais apelativo para os pais”, explicou a responsável. Por isso, no Feirão de Outono eram muitas as actividades pensadas para as crianças, como passeios de póneis, “escovadelas” a cavalos e alimentação dos animais. “Para as crianças poderem participar nas atividades, os pais tinham de adquirir um cabaz com os nossos produtos locais, para que também os produtores e vendedores do mercado sintam feedback com estas iniciativas”, referiu.
Na Cooperativa Agrícola de Viana do Castelo, uma mostra de animais incluiu a presença de vacas, cabras, bodes, ovelhas, patos, galinhas e pintainhos. Uma associação que resgata e cuida de animais de rua, a Vila Animal, também esteve no evento, promovendo uma campanha de angariação de donativos e apresentando uma cadela “muito meiga” que está para adopção.
A vendedora Graça Alves trouxe “castanhas a estalar” até ao Mercado, trazendo o cheiro e o sabor das “quentes e boas” a esta iniciativa. “A nossa castanha é mesmo nossa, dos campos de Nogueira, Santa Marta de Portuzelo, Meadela, Perre, por aí fora”. Apesar de a castanha estar muito associada ao Outono, a vendedora diz que são boas “ao longo de todo o ano”. “As castanhas, quando são bem preparadas, com uns rojões ou com um cabrito, são uma categoria, um prato digno de ser provado”, garantiu.
A empresa “Norbio” também esteve presente e trouxe agricultura biológica ao Mercado Municipal. “Para o Feirão, trouxemos os produtos certificados de agricultura biológica e também os produtos da época. Nesta altura temos, principalmente, o dióspiro-maçã, que representa a maior parte da nossa produção, nesta altura. Trouxemos também limas, a maçã-da-porta-da-loja, tudo produtos da época, sempre frescos”, explicou Luís Sobreiro, um dos responsáveis. Os produtos da Norbio são cultivados na região do Vale do Neiva, perto de Barroselas, no concelho de Viana.
Já a Associação de Moradores do Bairro da Escola Técnica trouxe “doçarias e licores caseiros” para participar no evento, tudo preparado pela doceira Rosa Lima. Laurinda Rodrigues explicou que esta é uma associação sem fins lucrativos e que as vendas ajudam a custear os trabalhos que promovem.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts