FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 26 Out 2015

Últimos dois encontros de participação acontecem em Vila Praia de Âncora e Caminha

No concelho de Caminha, terminam esta semana os Encontros de Participação que visam preparar o Orçamento Participativo do município. Esta terça-feira, o penúltimo encontro acontece […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

No concelho de Caminha, terminam esta semana os Encontros de Participação que visam preparar o Orçamento Participativo do município. Esta terça-feira, o penúltimo encontro acontece no Centro Coordenador de Transportes, em Vila Praia de Âncora, e quinta-feira Caminha recebe o último encontro, convidando os caminhenses a apresentarem propostas e a decidirem os projetos que querem para o concelho.
Os encontros de participação estão a decorrer desde o dia 13 de outubro, tendo passado pelas freguesias de Dem, Seixas, Venade e Âncora, terminando esta semana com mais duas reuniões. Nos quatro encontros que já aconteceram, intervieram 138 pessoas e saíram 15 projetos para a equipa técnica avaliar.
Os projetos em causa são: adaptação do Centro Cultural de Gondar em Centro de Dia/Apoio Domiciliário; cobertura de internet sem fios nas Argas; implementação de parque infantil e equipamento fitness na Beirada do Rio, em Lanhelas; remodelação/requalificação da creche de Lanhelas; recuperação do edifício da EB1 de Lanhelas; requalificação das barracas dos pescadores em Lanhelas; casa mortuária em Lanhelas; requalificação da Casa das Pedras em Seixas; requalificação do caminho entre Argela e Venade (Colarinha e Aldeia Nova); criação da rota dos moinhos / limpeza cursos de água nas freguesias Venade / Azevedo e Argela; construção de um forno comunitário do campo à mesa em Riba de Âncora; recuperação física do jardim-de-infância em Âncora; criação de um espaço desportivo na antiga escola primária de Vile; intervenção na escola primária de Âncora/Lage; e o prolongamento da rede de saneamento básico em Âncora/lugar da Lage ou disponibilidade de uma cisterna.
Recorde-se que o orçamento participativo de Caminha assenta num modelo de participação de caráter deliberativo, através do qual os participantes poderão apresentar propostas e decidir os projetos que consideram ser os mais prioritários até aos 180 mil euros de orçamento definido, sendo que cada projeto não poderá ultrapassar os 60 mil euros.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts