FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 25 Nov 2015

1.000 jovens vianenses formaram Laço Branco pela eliminação da violência contra as mulheres

Esta quarta-feira, cerca de um milhar de estudantes do concelho de Viana do Castelo formou um grande laço branco pela eliminação da violência contra as […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Esta quarta-feira, cerca de um milhar de estudantes do concelho de Viana do Castelo formou um grande laço branco pela eliminação da violência contra as mulheres. Os jovens estudantes vianenses juntaram-se na Praça da Liberdade, ao final da manhã, e ergueram folhas brancas de papel, formando um laço branco.
Manuel Barros, diretor regional do norte do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), admitiu à Geice que o objetivo desta iniciativa é “transformar Viana do Castelo na capital do combate à violência doméstica e da luta pela igualdade”.
Pelo terceiro ano consecutivo, a Direção Regional do Norte do IPDJ estabeleceu uma parceria com o Gabinete de Atendimento à Família (GAF), com a Associação Methamorphys e com a Câmara Municipal de Viana do Castelo para a realização da 3ª edição do “Novembro Branco: Ecos de Igualdade”. Este projeto, que decorreu ao longo de todo o mês, pretendia assinalar o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, celebrado esta quarta-feira, 25 de novembro.
“Se queremos mudar culturalmente os hábitos do nosso país, e também do Norte, é necessário envolvermos os jovens”, frisou Manuel Barros.
“É um orgulho enorme ver tantos jovens envolvidos neste projeto, porque é precisamente para eles que nós trabalhamos”, admitiu o responsável, afirmando que “quando conseguimos mobilizar jovens, é sinal de que estamos a ir de encontro àquilo que eles pensam e sentem”.
Leandra Rodrigues, do Gabinete de Atendimento à Família, explicou que o evento pretendia “alertar a comunidade em geral e a comunidade juvenil muito em particular”. “Pretendemos a sensibilização e a maior consciencialização para esta problemática, para podermos pôr algum travão nesta violência”, realçou.
José Maria Costa, autarca de Viana do Castelo, disse que “os indicadores a que temos tido acesso são ainda muito preocupantes, por isso este trabalho de envolvimento das escolas é fundamental para sensibilizarmos os jovens para os valores da tolerância e da igualdade de oportunidades”, admitindo estar “feliz” com a forte adesão dos alunos do concelho.
“Estamos muito preocupados porque, também fruto da crise económica e das dificuldades das famílias, esses fenómenos têm vindo a agudizar-se. Por isso, este trabalho que está a ser feito, em conjunto com as escolas, é fundamental para podermos passar uma mensagem positiva e de maior tolerância, para que os jovens se respeitem mutuamente”, frisou.
A iniciativa “Novembro Branco: Ecos de Igualdade 2015” incluiu um conjunto de eventos recreativos, culturais e de sensibilização que pretenderam sensibilizar e consciencializar a comunidade jovem e civil vianense para a importância de uma atitude pro-ativa e de não legitimação da Violência Doméstica.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts