FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 25 Nov 2015

Arcos de Valdevez: Escultura assinala 500 anos do Foral

No âmbito da D’Art Vez, bienal de artes arcuense, acaba de ser inaugurado um novo elemento escultórico evocativo dos 500 anos do Foral de Arcos […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

No âmbito da D’Art Vez, bienal de artes arcuense, acaba de ser inaugurado um novo elemento escultórico evocativo dos 500 anos do Foral de Arcos de Valdevez. A escultura é da autoria José Queiroz de barros Aguiar – Queiroza. Trata-se de um elemento concebido por este artista arcuense há alguns anos com o propósito de ser visto aquando das comemorações, que demonstra a grande visão e sensibilidade do artista. Dissecando este elemento, o filho do autor, António João Tavarela A. Queiroz Aguiar avançou que ele simboliza o Foral de Valdevez de 1515. A figura humana representa, o rei D. Manuel I e todos os arcuenses e na sua mão esquerda segura o documento do Foral. O plano Vertical simboliza o espaço territorial de Arcos de Valdevez, e ao mesmo tempo a navegação e as descobertas portuguesas do séc.XVI, bem como a homenagem à emigração e à diáspora arcuense. Incorpora igualmente a referência às 44 freguesias existentes em 1515 e aos seus nomes originais. Este elemento é trespassado por um mastro, simbolizando o tempo. A esfera representa o nosso território no globo terrestre. Para o presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, esta é uma obra de inestimável valor e interesse porque permite a compreensão da história arcuense, sendo um elemento que vai ficar para memória futura no âmbito destas comemorações. Encontra-se junto às escolas da sede do concelho, e, por ela passam centenas de jovens todos os dias que agora têm mais oportunidade de conhecerem o passado da sua terra e aproveitarem toda a simbologia transmitida pelos escultores para refletirem sobre o futuro e o percurso da história de Arcos de Valdevez. A “D’Art Vez”, conta já com 30 anos e tem sido espaço de convívio e reflexão sobre as diferentes formas e expressões artísticas. Este ano conta com a participação de mais de seis dezenas de artistas de várias nacionalidades. Cada artista criou uma obra artística com base em textos dos últimos 500 anos que contavam a história de Arcos de Valdevez desde os finais do séc. XV até 2015.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts