FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 19 Nov 2015

Choupos do Parque de Lazer do Castelinho podem vir a ser retirados por razões de segurança

Em Vila Nova de Cerveira, o município está a ponderar retirar algumas árvores do Parque de Lazer do Castelinho. A autarquia assume que o Parque […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Em Vila Nova de Cerveira, o município está a ponderar retirar algumas árvores do Parque de Lazer do Castelinho. A autarquia assume que o Parque pode vir a sofrer uma intervenção por parte da Câmara Municipal, no sentido de serem retirados alguns choupos, numa ação que está a ser avaliada e que se prende com questões de segurança e de saúde pública.
Fruto de uma análise técnica municipal que foi já corroborada por técnicos externos especializados em arboricultura, há algumas árvores de grande porte que se encontram secas e outras que representam um risco para a segurança de utilizadores e equipamentos existentes, daí a necessidade de encontrar soluções que salvaguardem a integridade do Parque de Lazer do Castelinho.
A espécie que mais levanta estas preocupações é o choupo, por ser de curta longevidade e propensa a colapso, quer parcial quer integral. As opiniões técnicas convergem na sua substituição por novas espécies com caraterísticas adequadas à natureza de solos, dotadas de uma altura eficaz para suportar intempéries.
Uma outra razão para esta ponderação está relacionada com as inúmeras queixas de munícipes por questões de saúde, procurando evitar situações futuras de irritação incómoda para os utilizadores do espaço e com impacto alargado ao núcleo urbano. Trata-se da libertação de substâncias filamentosas e sedosas pelos espécimes femininos dos choupos – vulgarmente chamadas de “algodão dos choupos”.
A avançar, esta intervenção terá uma continuidade nos anos seguintes e, futuramente, também poderá ser contactada a entidade gestora da orla ribeirinha, alertando para o risco de colapso de várias árvores na sua área de jurisdição pondo em constante risco os utilizadores da Ecopista, quer para práticas de lazer quer para as práticas piscatórias.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts