FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 16 Nov 2015

Portinho de Vila Praia de Ancora alvo de nova dragagem

Já começou uma nova operação de dragagem na zona do Portinho de Vila Praia de Âncora tendo a Câmara procurado garantir, tal como já aconteceu […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Já começou uma nova operação de dragagem na zona do Portinho de Vila Praia de Âncora tendo a Câmara procurado garantir, tal como já aconteceu no ano passado, que os trabalhos decorrerão sem prejuízo para a Duna dos Caldeirões e que os pescadores serão parte ativa no processo. A intervenção, que prevê a dragagem de 43 mil metros cúbicos de areia do Portinho de Vila Praia de Âncora, entre as cotas -1, -2 e -3, tem um prazo de duração previsto de 45 dias, embora com algumas interrupções, motivadas pelas condições atmosféricas e pelo estado do mar. De realçar que as obras, da responsabilidade da Direção-Geral dos Recursos Naturais, Segurança e Recursos Marítimos, decorrem nesta altura do ano devido a formalidades legais, relacionadas com prazos de concursos, conforme informação prestada pelo dono da obra. Para a Câmara esta é no entanto uma obra importante, já que permitirá aos pescadores trabalhar, mas existem alguns aspetos que o Município quer ver salvaguardados. Desde logo, mantém-se a preocupação do Executivo quanto ao envolvimento dos próprios pescadores, cujo conhecimento prático é fundamental para um melhor desempenho da empresa a quem os trabalhos foram adjudicados. O Executivo quer impedir que se repitam erros do passado, em que as obras foram desenvolvidas sem se ouvir a opinião dos homens do mar, com os prejuízos conhecidos. Outros assuntos que preocupam o Município dizem respeito ao local onde as areias serão depositadas, tendo ficado acordado que esse local será junto ao Forte do Cão, em Âncora. Recorde-se que foram realizadas há alguns meses intervenções importantes na Duna dos Caldeirões, na sequência do mau tempo que a destruiu e a Câmara quer garantir que não haverá agora outros danos.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts