FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 03 Nov 2015

Vila Nova de Cerveira com Ponte das Poldras aberta à circulação

Em Vila Nova de Cerveira, foi retomada a ligação direta entre a zona mais populosa da freguesia de Covas e a EN301, através da histórica […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Em Vila Nova de Cerveira, foi retomada a ligação direta entre a zona mais populosa da freguesia de Covas e a EN301, através da histórica Ponte das Poldras. Agora que estão concluídas as obras de beneficiação, a travessia oferece uma melhor acessibilidade e segurança aos utilizadores.
A colocação da sinalização na passada sexta-feira assegurou a tão desejada reabertura da Ponte das Poldras, cujos trabalhos de alargamento, reforço e estabilização estrutural arrancaram em julho passado, fruto de um protocolo tripartido entre a EDP, Junta de Freguesia de Covas e Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira. O compromisso permitiu que a EDP-Gestão entregasse à Câmara Municipal não só a gestão da ponte, como uma verba para a execução das obras definidas.
Entre as alterações de melhoramento sobressai o alargamento do tabuleiro, a colocação de um piso novo e de gradeamento nas laterais, bem como a permissão para circulação de veículos pesados até 25 toneladas. Um outro destaque é o impacto visual que a beneficiação desta estrutura erguida sobre o rio Covas deixa a quem passa.
O acesso conhece agora uma nova fase, adaptada às necessidades e exigências dos tempos atuais. O que inicialmente era uma ponte de pedras soltas (poldras) e, posteriormente, um pontão de madeira restringido à circulação pedonal, foi transformado, entre os finais da década de 60 e início de 70, numa ponte de pedra permitindo a passagem condicionada a veículos ligeiros. No entanto, o avançado estado de degradação exigia uma intervenção imediata nos 50 metros de extensão, de forma a evitar que grande parte da população de Covas continuasse a fazer um desvio de cerca de 3 quilómetros para a Ponte de Covas, quando existia aquela travessia.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts