FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 15 Dez 2015

Autarcas de Monção, Salvaterra, As Neves e Arbo assinalam ata de vistoria de fronteira

Esta semana, os autarcas de Monção, Salvaterra, As Neves e Arbo juntaram-se para assinar a ata de vistoria de fronteira entre Portugal e Espanha. A […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Esta semana, os autarcas de Monção, Salvaterra, As Neves e Arbo juntaram-se para assinar a ata de vistoria de fronteira entre Portugal e Espanha. A cerimónia oficial, realizada no salão nobre do Concello de As Neves, enquadrou-se nos termos do Artigo 25º do Tratado de Limites entre Portugal e Espanha, de 29 de Setembro de 1864, quando foi reconhecida a linha fluvial do rio Minho que serve de fronteira entre os dois países.
O presidente da Câmara Municipal de Monção, Augusto Domingues, e os seus congéneres galegos dos Ayuntamientos de Salvaterra do Miño, Arturo Grandal Vaqueiro, de As Neves, Xosé Manuel Mendez, e de Arbo, Horácio Gil Exposito, assinaram então a ata de vistoria de fronteira entre os dois países.
Sem qualquer problema ao nível da divisão territorial, Augusto Domingues sublinhou a importância do ato no reforço das atuais relações institucionais e de amizade entre os municípios ribeirinhos.
Após a cerimónia, o autarca monçanense defendeu uma maior valorização ambiental e paisagística do rio Minho e enalteceu a importância desta cerimónia enquanto instrumento de reforço das atuais relações institucionais e de amizade entre os municípios ribeirinhos.
Da ata, onde consta que não se verificou qualquer alteração no percurso do referido curso de água, lavraram-se exemplares em português e em castelhano, sendo assinados pelos presentes e devidamente chancelados com os respetivos selos municipais.

 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts