FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 12 Dez 2015

Festa de Santa Luzia com muito artesanato e meia centena de ciclistas

Este sábado, no segundo dia da Festa de Santa Luzia, o BTT invadiu o ex-libris da cidade de Viana do Castelo. A segunda edição do […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Este sábado, no segundo dia da Festa de Santa Luzia, o BTT invadiu o ex-libris da cidade de Viana do Castelo. A segunda edição do BTT Santa Luzia, novamente organizada pelo grupo “Os Gotinhas”, contou com a presença de César Fonte, Filipe Machado e David Vaz como convidados especiais.
“Fizeram-nos o desafio no ano passado, aceitamos e correu bem, pelo que este ano fomos novamente convidados”, assumiu Paula Moreira, presidente dos “Gotinhas”, dizendo que apesar de não ter números certos, é possível assegurar que foram mais de meia centena os participantes, este ano.
César Fonte explicou à Geice que aproveita esta época do ano para participar “em eventos que me convidam ou em iniciativas solidárias”. “Sendo esta prova pertencente à Festa de Santa Luzia, e sendo eu um atleta vianense, aceitei com todo o prazer, até porque estamos num ambiente e numa paisagem fantástica”, declarou.
José Rui Pereira, de 43 anos, veio participar na prova depois de “ver o anúncio no Facebook”. “Achamos engraçado e viemos, até porque somos da cidade”, realçou, dizendo que “apesar de já conhecer bem esta paisagem, é sempre espetacular”. “Já tenho andado por aqui várias vezes, é espetacular, aconselho sempre a amigos e a gente de fora”, declarou o atleta, que marcou presença nesta segunda edição do BTT em Santa Luzia com um vasto grupo de familiares.
Já o jovem Miguel Cacais, de 16 anos, juntou a família para esta prova. “Sempre fui muito amante de andar de bicicleta, gosto de participar neste tipo de provas para descontrair um bocado”, revelou, dizendo que “daqui, temos vista para a cidade inteira, vistas de rio, de mar, de monte, é realmente muito bonito”. “Vim em descontração, para passear com a família”, assumiu.
À margem da prova, a Festa de Santa Luzia acolheu também a Feira de Artesanato, com a presença de dezenas de artesãos locais. Mónica Prozil marcou presença no stand da marca da mãe, “Marta Prozil”, trazendo até ao ex-libris de Viana do Castelo “bordados regionais, muitos deles certificados”. “Trouxemos artesanato, toalhas bordadas, naperons, atoalhados em linho, algo que é uma mais-valia da região e um produto muito típico, com a vantagem de estar certificado”, explicou.
Já Ana Rodrigues veio representar os três Centros de Atividades Ocupacionais (CAOs) da APPACDM na freguesia de Areosa. Trouxe “trabalhos feitos pelos nossos jovens, em pasta de papel, em cerâmica, tudo aquilo que representa o trabalho diário que os nossos 90 jovens fazem”, garantiu. “Estamos a expor o trabalho que os nossos jovens fazem, ao longo de todo o ano, para ocuparem os seus tempos livres”, indicou
Sofia Araújo, da marca “Close(t)”, trouxe à Feira de Artesanato a sua nova coleção, de camisolas, acessórios e guarda-chuvas inspirada nas tradições de Viana. “Tenho guarda-chuvas, sweaters, clutches em cortiça e com imagens de Viana”, explicou, dizendo que também Santa Luzia está presente nesta nova coleção.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts