FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 28 Dez 2015

Ponte de Lima: UHF sobem ao palco do Teatro Diogo Bernardes a 8 de janeiro

Logo a abrir o ano, a 08 de janeiro de 06, o Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, acolhe um espetáculo do grupo UHF. […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Logo a abrir o ano, a 08 de janeiro de 06, o Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, acolhe um espetáculo do grupo UHF. O espetáculo está agendado para as 21h30 e os bilhetes, com um custo de 5 euros, já estão à venda no teatro. António Manuel Ribeiro (voz), António Côrte-Real (guitarra), Cebola (baixo), Ivan Cristiano (bateria), Nuno Oliveira (teclas) prometem encher de música a principal sala de espetáculos da vila mais antiga do país.
Na primavera de 1979 gravam o primeiro disco da sua carreira, o EP “Jorge Morreu”, para uma pequena editora de Lisboa, sem sucesso comercial. A sua reputação consolida-se em múltiplos concertos, primeiro na Grande Lisboa e depois ao longo do país. Chegam, com essa experiência, à gigante Valentim de Carvalho, que edita em 1980 o explosivo “Cavalos de Corrida”. Juntamente com “Chico Fininho” de Rui Veloso, estas duas canções fundam o movimento musical que ficará conhecido como “rock português”.
No final de 1981 ganham o prestigiado prémio da Casa da Imprensa na categoria de revelação, vendendo mais de 100 mil discos nesse ano. E no início de 1982 gravam o disco de despedida da Valentim de Carvalho, o pré-monitório “Estou de Passagem”, transferindo-se, para a Rádio Triunfo/Orfeu.
As mudanças de editora vão tornar-se um dado comum na vida dos UHF. Os sucessos radiofónicos sucedem-se e os discos dourados também. Da banda inicial, restará o líder e fundador António Manuel Ribeiro, autor maioritário do reportório da banda.
Entre 1991 e 1998, os UHF integram o catálogo da multinacional BMG, hoje SONY Music, com um leque de grandes canções: “Brincar no Fogo”, “Menina Estás à Janela”, “Sarajevo”, “Toca-me” e Foge Comigo Maria”. Em 1998 decidem tornar-se independentes.
De 1998 a 2008 destacam-se temas como “Matas-me com o teu olhar”, mas também “Quando (dentro de ti)”, “Uma palavra Tua” e “A Lágrima Caiu” e o incontornável hino da modernidade do clube da Luz “Sou Benfica”.
Os UHF rondam em 2009 a fantástica cifra de 1500 concertos em Portugal e no mundo, vendendo perto de um milhão de discos. Estão representados em cerca de 82 coletâneas.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts