FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 23 Dez 2015

Proposta 4 venceu concurso para construção do novo Mercado Municipal de Caminha

Foi anunciado, esta quarta-feira, que a proposta número 4, “O Nosso Mercado”, foi a vencedora na votação que visava escolher o projeto para o novo […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Foi anunciado, esta quarta-feira, que a proposta número 4, “O Nosso Mercado”, foi a vencedora na votação que visava escolher o projeto para o novo Mercado Municipal de Caminha.
Segundo fonte do executivo caminhense, “as pessoas votaram e escolheram ‘O Nosso Mercado”, a vencedora na votação que decorreu entre os dias 9 e 19 de dezembro, na Junta de Freguesia de Caminha (Matriz) e Vilarelho”. Benito Mirón Malvar, Joana Daniela Azevedo Rolo, Juan Antonio Valverde Iglesias e Miguel Meijido Beiro, alunos de Mestrado da Escola Superior Gallaecia, são os autores deste projeto.
No texto que acompanha a proposta, os criadores do projeto afirmam: “O mercado representa um ponto tradicional de encontros, lugar de convívio, onde a confiança vem da proximidade com pessoas que o utilizam. A envolvente proposta faz nascer a edificação do próprio terreno, numa procura da essência do lugar, as muralhas, das suas raízes, reinterpretadas de forma apelativa, construído com materiais contemporâneos. É proposto um mercado tradicional com lojas especializadas em produtos de qualidade e serviços de recados locais. Espaços de elaboração e degustação. Confiança e proximidade. Este é o nosso mercado!”.
Recorde-se que o atual executivo de Caminha foi confrontado, logo nos primeiros dias de exercício, com a decisão da ASAE de encerrar o Mercado Municipal de Caminha, uma estrutura provisória há já quatro décadas. “Embora conseguisse reverter a situação, o Executivo percebeu que não se podia adiar mais o problema e decidiu implementar uma solução inovadora, lançando um desafio à Escola Superior Gallaecia. Desafio aceite, os estudantes do Mestrado Integrado em Arquitetura e Urbanismo, Design e Artes Plásticas e Multimédia elaboraram várias propostas, em diálogo com os comerciantes, com o objetivo de construir soluções que permitam reconciliar o Mercado Municipal com as pessoas, com o centro da Vila e com o Rio Minho, fazendo do equipamento um polo de atração e dando condições de funcionalidade e conforto aos comerciantes”, explicou a autarquia.
Após uma primeira análise foram escolhidas quatro propostas, apresentadas e discutidas com os comerciantes. Posteriormente realizou-se uma segunda apresentação, destinada à população em geral, e acaba de ser anunciada a proposta vencedora.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts