FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 04 Jan 2016

Arcos de Valdevez com investimento superior a meio milhão de euros em abastecimento de água e saneamento

A ampliação e beneficiação da rede de abastecimento de água e a ampliação do sistema de saneamento básico de saneamento são duas áreas onde o […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A ampliação e beneficiação da rede de abastecimento de água e a ampliação do sistema de saneamento básico de saneamento são duas áreas onde o Município de Arcos de Valdevez tem investido fortemente, pretendendo, assim, dotar as populações de infraestruturas que lhes permitam usufruir de água canalizada nas suas habitações, bem como, de drenagem de águas residuais em condições de salubridade e com o devido tratamento. Neste sentido, as atenções da Câmara Municipal continuam viradas para esta temática de forma a conseguir dotar a totalidade do concelho deste tipo de infraestruturas, permitindo a garantir a toda a população arcuense um sistema saudável evitando a existência de efeitos nocivos sobre a saúde humana resultantes de qualquer contaminação nos cursos de água do Vez e Lima. Assim, de forma a atingir este objetivo, recentemente ficaram concluídas as obras de Ampliação e Beneficiação da Rede de Abastecimento de Água – Freguesia de Padroso – Lugar de Paredes, Meijões e Covela), Ampliação da Rede de Abastecimento De Água – Freguesias de Aboim das Choças e União de Freguesias de Eiras e Mei, de Ampliação da Rede de Abastecimento de Água – Freguesia de Sabadim e a de Ampliação da Rede de Abastecimento De Água – União De Freguesias De Vilela, S. Cosme e S. Damião e Sá, com as quais se pretendeu responder aos inúmeros pedidos dos habitantes para ligação à rede, dada a dificuldade de obter água por furos artesianos nestas zonas; bem como a de Ampliação da Rede de Saneamento – Subsistema de Paçô. Estas intervenções integram a Operação “Reforço das Infraestruturas Básicas de Abastecimento de Água e Saneamento em Arcos de Valdevez”, financiada pelo POVT, contando com um investimento elegível superior a 400 mil euros e uma comparticipação do Fundo de Coesão de mil euros.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts